segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Guia de Viagem a Madri - Dicas e informações para a viagem a Madri





Com aproximadamente 3,3 milhões de habitantes, Madri é a capital e a maior cidade da Espanha e o principal polo cultural do país. Alguns de seus cartões-postais mais célebres são o Museu do Prado, o Museu Reina Sofia, o Palácio Real, a Plaza Mayor e a Puerta del Sol. Os restaurantes servem deliciosos pratos típicos, como o cozido madrilenho e o suculento leitão assado. Os alegres bares sempre lotam de gente degustando os saborosos petiscos chamados tapas. As baladas noturnas estão entre as mais animadas da Europa. As ruas e as praças possuem impressionantes construções históricas. E os ricos museus abrigam importantes acervos de mestres como Goya, Picasso e Van Gogh. As ruas principais em Madrid são a Gran Via, Calle de Alcalá e Paseo de la Castellana.

Dicas e informações para a viagem

Passaporte
É necessário passaporte válido por, no mínimo, três meses contados da data de retorno ao Brasil. A regra vale para os 26 países que fazem parte do Espaço (ou Tratado) de Schengen. 
Veja aqui brochura do Espaço Schengen
Importante:
- a validade do passaporte deve ser somada ao tempo de permanência. Se vai permanecer 10 dias, o prazo é de 100 dias, 15 dias, 105 dias. Para 90 dias, o passaporte terá que ter validade de seis meses.
- se a viagem vai prosseguir para países que não fazem parte do Tratado (exemplo Inglaterra), a validade mínima do passaporte é de, no mínimo, seis meses.
- É recomendável tirar duas cópias do passaporte onde constam os dados pessoais e do documento e vistos existentes. Uma deve ficar com o acompanhante da viagem e outra em local diferente do original. Em caso de perda do original, a cópia vai facilitar a obtenção da autorização para retorno ao Brasil, obtida no Consulado ou Embaixada brasileira no local visitado. Outra opção é ter uma cópia em arquivo no smartphone ou ipad.

Visto
Não é necessário visto prévio para entrar na Espanha, se a sua permanência for de até 90 dias. A autorização será dada após a entrevista na imigração. Para prazos maiores consulte o Consulado ou a Embaixada da Espanha.

Seguro de viagem
Por fazer parte do Espaço / Tratado de Schengen, o seguro de saúde é obrigatório na Espanha, e é preciso comprovar assistência de viagem.
O Tratado de Schengen é um acordo assinado entre países da Comunidade Europeia - Veja todas as informações aqui - que estabelece a obrigatoriedade de que os turistas visitando esses países comprovem possuir uma Assistência a Viagens com valor mínimo de 30.000, para garantir assistência médica por doença ou acidente.
Ao comprar as suas passagens pelo VISA (Platinum ou maior), terá direito ao seguro gratuitamente. Basta entrar no site VISA e preencher as informações para emissão do Certificado de Seguro, ou telefonar para 0800.891.3679 ou ainda enviar e-mail para benefits@ap-visa.com
Outras opções:
- Banco do Brasil – sendo cliente pode fazer com o seu Gerente. O custo é muito baixo.
- empresas especializadas em seguros de viagens:
Acessar o site: Comparador de seguro, antes de comprar.
- não deixar de consultar também agências de viagem, que fecham negócios com operadoras de seguros e podem ter preços melhores.
Antes de fechar negócio, leia a proposta e confirme se as coberturas atendem ao Tratado de Schengen - valor mínimo de 30.000.

Vacinas
Não é exigido de brasileiros o Certificado Internacional de Vacinação contra a Febre Amarela para visitar a Espanha, porém é importante tê-lo.

Passagens aéreas
Os sites Momondo, Kayak e Skyscanner são alguns dos buscadores de voos da web. Os três têm grande abrangência de companhias aéreas (incluindo as low-cost nanicas de todos os continentes) e deixam você criar alertas de preços para o trecho que deseja (você põe seu e-mail e recebe atualizações). No Momondo, há ótimos gráficos que mostram a oscilação dos preços durante os meses para você encontrar as melhores combinações.
O aplicativo Hopper funciona muito bem para voos internacionais, na busca de melhores preços. Você insere o destino nesse app e ele te mostra, mês a mês, a variação de preço do trecho. Selecionando datas, a ferramenta te diz se você deve comprar a passagem na hora, se deve esperar e quanto pode economizar se esperar, com base no histórico dos valores.
Para obter melhores preços, faça a sua reserva com antecedência de 60 a 90 dias, na baixa estação, e de 60 a 120 dias se sua viagem é para época de alta estação.
Tenha cuidado com passagens muito baratas, pois pode significar várias conexões, tornando a sua viagem cansativa, sem falar na perda de tempo.
Importante: Se a sua viagem for com conexão em outro país, observe um tempo mínimo de três horas entre os voos. Você terá que passar pela imigração, alfândega, retirar as bagagens e fazer novo embarque. É melhor aguardar um pouco no free shop do que ter que pagar uma hospedagem e nova passagem.

Bagagem aérea
Bagagem de mão adequada para ser transportada no compartimento fechado acima do assento do passageiro ou abaixo, com dimensões máximas de 115 cm: 55x40x20 cm.
Classe Econômica: 1 peça até 8 kg                           
Classe Executiva: 2 peças com peso total de 16 kg
A franquia de bagagem despachada gratuita transportada no porão pode ser estabelecida com base no peso ou no número de peças a transportar.
Seguindo normas internacionais para as condições de Segurança e Saúde no Trabalho, a TAP, por exemplo, não transporta malas/volumes com mais de 32 kg. As malas/volumes com mais de 32 kg têm de ser transportadas como carga.
Identificar as malas, por dentro e por fora, com nome, endereço completo e telefones no Brasil e em Madri;
Medicamentos – Levar na mala de mão os necessários para usar durante a viagem. Demais na mala despachada.
Bagagem despachada – se for viajar acompanhado, colocar em cada mala roupas dos dois viajantes. Caso uma seja extraviada haverá roupas para os dois.
Bagagem de mão – levar um conjunto de roupa para qualquer eventualidade.
Pinças, tesouras, cortadores de unha, cremes, shampoo e perfumes devem estar na mala despachada.

Veja o que levar na mala aqui
Veja como arrumar a sua mala aqui


Hospedagem
Para um melhor aproveitamento da viagem, é recomendável hotéis localizados nas zonas próximas ao centro, como Sol, Plaza Mayor e Santa Ana. Desta forma você pode conhecer boa parte da cidade a pé.
Para obter melhores preços, faça reserva com no mínimo dois meses de antecedência.
Os preços de hotéis em cidades turísticas são sempre maiores nos finais de semana. Quanto você pede um orçamento que inclua sexta, sábado e domingo, o preço informado é uma média do período.
É importante confirmar, diretamente com o hotel, a reserva com 20 dias de antecedência da viagem. Telefone ou mande um e-mail.

Quando ir
Para quem gosta de calor, Madri fica bem quente nos meses de junho e julho, quando é verão. A temperatura pode chegar a mais de 35°C nessa época. Já em janeiro e fevereiro, o frio derruba os termômetros a próximo de 0°. Os meses de outono e primavera apresentam temperaturas mais amenas, em torno dos 20°C em alguns lugares.
Nos meses de alta temporada, no verão, as atrações turísticas e outros estabelecimentos ficam abertos até mais tarde. O mês de agosto é tido como o mais tranquilo do ano. É quanto os habitantes vão para as montanhas ou às praias do mar Mediterrâneo e a cidade fica vazia. Por conta disso, é nesse mês que mais da metade dos restaurantes dá férias aos funcionários e fecha as portas. Mas isso não atrapalha os turistas que escolheram esse período para conhecer a cidade, porque há também aqueles que ficam abertos o ano todo.
Veja as estações do ano na Europa:
- Primavera: 21 de março até 20 de junho;
- Verão: 21 de junho até 20 de setembro;
- Outono: 21 de setembro até 20 de dezembro;
- Inverno: 21 de dezembro até 20 de março.

Quanto tempo ficar
Em quatro dias é possível conhecer as principais atrações, caminhar por diversos bairros, visitar museus, ir a baladas e apreciar a gastronomia.
Se preferir, dá para fazer também um bate-e-volta às cidades Patrimônio da Humanidade, Toledo, Ávila e Segóvia, que ficam nos arredores da cidade. Neste caso, acrescentar um dia para cada cidade.

Língua
Em Madri fala-se espanhol (claro). Se você fala o espanhol, ótimo, se não fala também não se preocupe. Estude o funcionamento do metrô, o mapa da cidade, a localização das atrações e algumas palavras e frases que estão na Guia Como dizer tudo em viagem. É bem provável que não sairá fazendo perguntas. O “portunhol” vai “quebrar o galho”.
Muitas pessoas ficam receosas em viajar para o exterior preocupadas com a língua. Já viajei várias vezes com pessoas sem qualquer conhecimento do inglês, francês, espanhol, italiano etc, e que se deram muito bem. Não deve ser motivo de preocupação.

Quanto levar em dinheiro / cartões
A moeda da Espanha, e de mais 14 dos 26 países membros da União Europeia, é o Euro (€). As notas são de 5, 10, 20, 50, 100, 200 e 500. Já as moedas são de 1 e 2 euros, 1, 2, 5, 10, 20 e 50 cents.
Leve os seus Euros do Brasil. O consulado espanhol determina um mínimo de €300 por entrada no país e mais €50 por dia de permanência em dinheiro ou traveler’s checks.
Os custos de uma viagem para Madri dependem de diversos fatores, muitos deles completamente subjetivos. Ou seja, quem pergunta deve ter em mente os objetivos de sua viagem. Podemos estimar, sem considerar extravagâncias, 100€, por pessoa, por dia, como factível para refeições, umas cervejinhas, vinhos, quando frio, e atrações.
É importante desbloquear, ainda no Brasil, os cartões de crédito para uso no exterior e anotar os números e telefones das pessoas de contatos, ou tirar cópias dos mesmos. Deixar uma cópia em casa e outra em local diferente do original durante a viagem. Outra opção é manter cópia em arquivo no smartphone ou ipad.
Muito cuidado com os cartões, pois o chip e senha muitas vezes não tem aplicação no exterior. Em caso de perda, pode ser utilizado facilmente por outra pessoa.
As compras com o Cartão de Crédito, Débito ou com Travelcards serão taxadas em 6,38% de Imposto sobre Operações Financeiras – IOF.
Se o valor do câmbio para compra de euros no Brasil for vantajoso (compare com o câmbio oficial), utilizar dinheiro em espécie é recomendável, principalmente depois do aumento nas taxas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nas compras com cartões. Deve-se, entretanto, observar os cuidados necessários para transporte e manuseio da moeda.
Dicas:
- Compre uma pequena pochete doleira (money belt), coloque os seus euros e use por dentro da calça (sem moedas para evitar perrengue no raio X dos aeroportos).
- Muito cuidado com os seus documentos e dinheiro. Em Madri (e em toda Europa) tem muitos batedores de carteiras.

Como chegar

Via aérea
Os voos do Brasil para Madri chegam no Aeroporto de Barajas, pelo Terminal 1, que tem acesso fácil ao metrô. Dependendo da Companhia aérea, pode haver conexão em outro país. Se estiver na Europa, pode aproveitar os ótimos preços das companhias low cost ou os trens rápidos. 
O Aeroporto Internacional de Barajas é rígido e muito burocrático na imigração, mas cumprindo as exigências das autoridades espanholas não há preocupações. 
No retorno é recomendável fazer o check-in com, no mínimo, três horas antes da saída do voo, já que é preciso gastar um bom tempo entre raios X, imigração e outras burocracias, como ser escolhido para teste de transporte de entorpecentes.  
Informações de aeroportos que você pode utilizar:
- Portugal/Lisboa: Lisboa - Portela
- Espanha/Madri - Barajas

Imigração
A fila de imigração normalmente é separada em duas:
- Passaportes da União Europeia (EU).
- Fila única para os outros passaportes.
Sendo o seu passaporte brasileiro entre na fila única e aguarde sua vez.
Algumas dicas:
- Não falar ao celular, nada de fotos e selfie, evitando ser chamado a atenção.
- Entregar apenas o passaporte ao Oficial. Antes, retirar o seu passaporte de qualquer capa protetora que esteja usando. Muitos oficiais não gostam de recebê-lo assim.
- Levar impresso os vouchers com a reserva do seu hotel, passagem para outros destinos e de retorno ao Brasil e o comprovante do seguro de viagem, que é obrigatório para entrar na Europa (ver item acima sobre Seguro de Viagem).
– Se vai ficar hospedado na casa de alguém, levar uma carta simples com o convite dessa pessoa. Nela deve constar o endereço, o documento de identificação da pessoa, assim como o nome e número de passaporte do visitante brasileiro;
– Caso a viagem seja de trabalho ou estudo, mostrar os comprovantes e convites da atividade profissional ou da escola;
- Não entregar nada que não tenha sido solicitado.
- Responder as perguntas diretamente e sem enrolação.
- Familiares poderão fazer a imigração juntos. Amigo, namorado ou qualquer pessoa sem parentesco deverá passar sozinho pela imigração.
Se não souber falar o espanhol, peça ajuda ao Oficial.
Perguntas que podem ser feitas: (use o tradutor do Blog para o espanhol)
Qual o motivo de sua estada – Responder: turismo / passeio / férias;
Quando tempo pretende ficar – Responder: quantos dias;
Onde vai ficar – Informar o nome do hotel e endereço ou carta convite;
Qual a sua profissão – Informar a sua profissão;
Quantos Euros está trazendo – Informar o valor em euros.
Só fale a verdade, pois, caso contrário lhe mandarão de volta para o Brasil.
Os aeroportos da Espanha têm fama de deportar visitantes brasileiros, principalmente os mais jovens. Portanto tenha em mãos as reservas de hotéis, passagens de retorno, seguro de saúde, cartões de créditos e comprovação de recursos para o período que vai ficar (100 euros dia). Como seguro morreu de velho, leve extrato de cartões de crédito, carteira de trabalho e cópia da Declaração do Imposto de Renda.
Dependendo da sua idade e do Agente, pode até não lhe perguntar absolutamente nada.

Saindo do aeroporto
A melhor opção para quem está com muito peso nas bagagens é o táxi, que custa cerca de 30€ até o centro.
Também é simples chegar e sair do aeroporto com o metrô (1,50€), que pode levar a inúmeras partes da capital.

Trem
Para quem já está na Europa há a opção de viajar nos trens de alta velocidade AVE. Eles funcionam não só para trajetos de longas distâncias como também cidades mais próximas da capital, como Toledo, Segóvia, Ávila, entre outros.
Renfe é a empresa de trens na Espanha. Veja aqui o site - Renfe
Chamartin e Atocha são as principais estações de Madri e muitas vezes compensa ir para cidades de Portugal e da Espanha através deles. Os destinos internacionais são Lisboa, em Portugal, e Paris, na França.

Ônibus
As autopistas da Espanha são muito boas e a capital recebe ônibus na Estacíon Sur de Autobuses. Pela estação chegam ônibus do próprio país e também de Portugal, Inglaterra e França.

Fuso horário
O fuso horário entre o Brasil e a Espanha depende da época do ano. De março a maio, são quatro horas à frente do horário de Brasília. Já entre junho a setembro, são cinco horas a mais e, de outubro a fevereiro, quando acontece o horário de verão no Brasil, o fuso é de três horas. Observe se o seu Estado faz parte do horário de verão.

Tomada elétrica
O plugue padrão dos aparelhos elétricos na Espanha tem dois pinos redondos e é assim:
Além disso, a voltagem é 230V, 50 Hz. Logo, se você quiser levar seus aparelhos elétricos e eletrônicos, precisará de um adaptador para a tomada e um transformador para a voltagem, exceto para Ipad, notebooks e celulares que são bivolt. Os adaptadores podem ser comprados em lojas para turistas e de eletrônicos.
Não é necessário levar secador de cabelos, pois os hotéis disponibilizam.

Segurança na cidade
Ao viajar no metrô ou andar em locais movimentados, esteja alerta.
Deixe a sua bolsa junto ao seu corpo no metrô, restaurante, ou café ao ar livre.
Ao pendurar seu casaco no cabideiro de um restaurante, certifique-se de não deixar nada de valor nos bolsos do casaco, como seu celular.
Nada de deixar bolsas e carteiras na mesa ou cadeira no restaurante do hotel, para ir se servir.
Sempre esteja ciente das coisas ao seu redor e aja de acordo. Não mexa na sua bolsa, ou conte o dinheiro da carteira durante uma viagem de metrô, ou em pé no meio da rua.
Se você sair do caminho principal, as chances são de você acabar chegando em uma área mais pesada e desprivilegiada do que as partes turísticas da cidade. Se planeje para saber aonde está indo. Tenha os mapas da cidade e do metrô em mãos ou faça download para o celular ou tablet.
Simplificando: trate de não parecer turista e vista-se como se fosse um morador da cidade. Nos bares e cafeterias, fique atento às bolsas e carteiras. Nas estações de metrô e na zona de Puerta del Sol, tenha cuidado, pois podem haver batedores de carteiras.

Dicas
Localize supermercados próximos ao seu hotel, onde você pode comprar água, sucos e lanches baratos e levá-los. Os preços nos hotéis são abusivos.
Não mantenha o contato visual com estranhos no transporte público, pois isso é considerado deselegante. Conversas altas também são irritantes para os outros passageiros, bem como conversas no celular.
Levar a mochila nas costas também é deselegante nos trens e metrô. Leve nas mãos, ponha no chão aos seus pés, ou virada para frente no seu corpo.
Certifique-se de escolher um hotel com um bom sistema de ar condicionado, durante o verão, já que muitos quartos de hotel não possuem ventilação.
Pare num jornaleiro e compre algumas revistas. Elas são ótimas para ter uma ideia do que está acontecendo atualmente na cultura local.
Veja na recepção do hotel as revistas e folders que vão lhe ajudar nos passeios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário