sábado, 1 de outubro de 2016

Guia de Viagem a Lima, Cusco e Machu Picchu - Dicas e informações da viagem a Machu Picchu


A cidade de Machu Picchu foi descoberta pelo historiador e arqueólogo norte-americano Hiram Bingham, em 1911. Caracterizadas pelas grandes pedras com pouco espaço entre os encaixes, as construções originais representam 80% da área atual. O restante foi reformado após o período inca. Considerada uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno, a enigmática cidade conta com uma área agrícola, formada por terraços e recintos para armazenar alimentos, e a zona sagrada, com templos, praças e museus. Sua planta aproveita os espaços com escadarias para passagem do sol. Tombado como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, o sítio arqueológico fica dentro de um território chamado Santuário Histórico de Machu Picchu, que protege várias espécies biológicas ameaçadas de extinção.
Com incríveis monumentos feitos de pedra sobre uma montanha verde de 2.400 metros de altitude, Machu Picchu proporciona um mergulho na misteriosa época da civilização inca, que habitava o Peru antes da chegada dos espanhóis. Lá do alto, você tem uma espetacular vista do Rio Urubamba, que contorna o famoso Valle Sagrado, uma região com terras férteis e vilarejos típicos localizada entre Cusco e Águas Calientes, a cerca de 2.800 metros de altitude.
Todos os caminhos para Machu Picchu passam obrigatoriamente por Cusco, onde se encontra o aeroporto mais próximo, uma linda cidade colonial que, no passado, foi a capital do império inca e está a uma hora de voo de Lima.
Cusco é uma cidade de 500 mil habitantes, a 3.400 metros de altitude, na região dos Andes, que preserva surpreendentes vestígios incas em sítios arqueológicos. O Parque Arqueológico de Sacsayhuaman, por exemplo, é formado por templos, fontes sagradas e o templo de Sacsayhuaman que irradia paz e tem enormes rochas de até 9 metros de altura. Além dessa importante herança, a cidade ainda preserva construções coloniais erguidas depois da chegada dos espanhóis e a cultura dos seus habitantes com roupas coloridas. O passado inca ainda exerce uma influência tão grande no Peru, que o idioma quéchua, falado pela antiga civilização, é uma das línguas oficiais do país. A outra é o espanhol, amplamente falado, o que facilita muito a comunicação com os brasileiros.
O Peru faz fronteira com o Brasil e possui uma gastronomia deliciosa, com muitas receitas à base de frutos do mar, peixes, frango, batatas e milho. Um bom prato peruano fica ainda melhor com uma taça de pisco sour, drinque típico à base de limão e pisco, bebida destilada produzida a partir da uva.

Planejamento da viagem

Passaporte ou RG
Para visitar o Peru é necessário ter um documento de viagem válido e em boas condições. Esse documento deve ser mantido em segurança para evitar possíveis contratempos.
Os seguintes documentos de viagem habilitam os cidadãos brasileiros a ingressarem no Peru, na condição de turista:
- Passaporte válido por pelo menos 6 meses, ou
- Cédula de Identidade Civil (RG), emitida pelos institutos de identificação das polícias civis dos Estados. As cédulas de identidade brasileiras não têm prazo de validade, portanto é imprescindível que estejam em boas condições, com foto que permita claramente a identificação do titular e que, preferencialmente, tenha sido emitida há menos de 10 anos.
A Cédula de Identidade só será válida se o passageiro estiver viajando diretamente do Brasil para o Peru e não fazendo escala em nenhum outro país que exige o Passaporte.

Vistos
Os brasileiros estão dispensados de visto para ingressar no Peru na condição de turista. O Oficial do serviço de imigração concederá um prazo legal de permanência (90 dias) que deve ser respeitado, sob pena de cobrança de multa no momento da saída do país.

Seguro de viagem
É imprescindível viajar com um suporte para assistência médica e escolher seguros com coberturas altas. Com saúde não se brinca, principalmente longe de sua cidade.
Ao comprar as suas passagens pelo VISA (Platinum ou maior), terá direito ao seguro gratuitamente. Basta entrar no site Visa Benefits e preencher as informações para emissão do Certificado de Seguro ou telefonar para 0800.891.3679 ou enviar e-mail para benefits@ap-visa.com

Outras opções:
- Banco do Brasil – sendo cliente pode fazer com o seu Gerente. O custo é muito baixo.
- empresas especializadas em seguros de viagens:

Acessar o site: Comparador de seguro, antes de comprar.
- não deixar de consultar também agências de viagem, como, por exemplo, a CVC, que fecham negócios com operadoras de seguros e podem ter preços melhores.

Vacinas
Não é exigido o Certificado Internacional de Vacinação, entretanto é recomendável estar vacinado contra a febre amarela se for visitar área de mata ou selva. A vacina deve ser tomada em um dos postos de saúde da sua cidade, indicados no site da ANVISA, com 10 dias de antecedência à data de embarque.

Passagem
Para obter melhores preços, faça a sua reserva com antecedência de 30 a 60 dias, principalmente se sua viagem for para época de alta estação.
A LATAM, TACA e AVIANCA  fazem voos partindo de São Paulo.

Pacotes de viagem
Uma série de operadoras de turismo do Brasil vende pacotes para Cusco + Águas Calientes + Machu Picchu e pode incluir Lima. Os preços variam conforme a temporada e a programação escolhida, mas, em geral, viajar com pacotes sai mais em conta e é mais confortável do que programar trajetos independentes. Em contrapartida, os roteiros ficam mais amarrados e é preciso se adaptar às vontades do grupo.

Para sua segurança e conforto, procure, no Brasil, agências especializadas em viagens a Machu Picchu, com consultores preparados para fornecer dicas adicionais e mais informações. Já saia do Brasil com passagens, hospedagens, transfers, trens e ingressos já comprados e confirmados. Ocorrendo qualquer problema na viagem você terá a quem recorrer.

Como sugestão:
Aeroportos

Aeroporto Internacional Jorge Chávez – Lima
Aeroporto Internacional Alejandro Astete - Cusco

Veja todas as informações sobre os aeroportos de Lima e Cusco, bem como fazer os traslados - Aeroportos e transfers

Hotéis em Lima, Cusco e Águas Calientes / Machu Picchu
Veja aqui a postagem com as informações dos hotéis nas cidades - Hotéis

Principais estações de trem
- Poroy - é a mais próxima e fica a 25 minutos de taxi de Cusco.
- Ollantaytambo - depois de finalizar o tradicional passeio do Valle Sagrado dos Incas, é possível unir o passeio ao horário do trem e ganhar tempo para chegar Machu Picchu.
- Águas Calientes - chamada de estação Machu Picchu, é um povoado que fica a próximo a Machu Picchu.

Quando ir
A melhor época para ir ao Peru é de abril a outubro, quando chove pouco e as paisagens estão mais bonitas. No resto do ano as chuvas podem atrapalhar os passeios, especialmente para quem pretende fazer a Trilha Inca.
Janeiro, fevereiro e março - Em geral, a época das chuvas é entre dezembro e março, mas a sua intensidade varia muito de zona para zona e ano para ano. As chuvas mais fortes ocorrem em fevereiro. Este não é um mês recomendado para viagens a cordilheira. A Trilha Inca está fechada durante este mês. Em janeiro e março as chuvas são menos intensas e na forma de pancadas rápidas.
Abril, maio e junho - Os dias começam a esfriar e a chuvas são raras. Os dias chegam a temperatura de 19°C, mas cai a noite, podendo chegar a 5°C.  No final de junho (24) acontece em Cusco a Festa do Sol, uma antiga festividade Inca. Nesta época o fluxo de turista aumenta bastante e as reservas devem ser feitas com muita antecedência.
Julho e agosto - Os meses mais frios do ano, porém excelentes para viajar. Devido as férias convém reservar com antecedência. A temperatura em Cusco pode chegar a 18°C de dia e perto de 0°C a noite. As ruínas de Machu Picchu estão em uma zona de transição entre o altiplano e a selva, por isto é mais úmida e geralmente mais quente.
Setembro, outubro e novembro - São ótimos meses para viajar com temperatura em ascensão. Os dias são mais longos e as chuvas são raras.
Dezembro - O clima já é de verão e tem início a temporada de chuva. Normalmente chove pouco. São geralmente pancadas que duram menos de 1 hora. O clima é quente e agradável. Sempre esfria um pouco a noite. Em Machu Picchu pode chover um pouco mais e ocorrer neblina pela manhã.

O que levar
Devido a localização de Lima, Cusco e Machu Picchu, é aconselhável estar preparado com roupas de frio e calor, além de sapatos confortáveis, protetor solar, chapéu ou boné, óculos de sol e capa para a época de chuvas (novembro até março).

Veja o link - O que levar para o Peru

Quanto tempo ficar
Considerando a viagem para Lima, Cusco e Machu Picchu, é recomendável no mínimo uma semana, para possibilitar conhecer as principais atrações, ir aos bons restaurantes, visitar museus, o que demanda tempo, e fazer compras em Lima. Considere 3 noites em Lima, 3 noites em Cusco e uma noite em Águas Calientes para ir a Machu Picchu. Caso deseje fazer a Trilha Inca considere mais 2 noites em Cusco.

Língua
O espanhol é o principal idioma oficial do Peru e os brasileiros conseguem entender a maior parte da população arriscando o portunhol. Outras línguas oficiais são o quéchua, herdado dos incas, e o aymara. Ambas são faladas nas regiões andinas.

Dinheiro – Moedas e Cédulas
A moeda oficial do Peru é o Novo Sol. É recomendável viajar para o Peru com dólares, não com reais, pois são poucas as casas de câmbio que trocam a moeda brasileira.
Não vale a pena comprar soles no Brasil (também não será fácil encontrar) e nem na chegada do aeroporto no Peru, pois as taxas são sempre mais altas e a chance de você perder dinheiro também.
Compre dólares no Brasil e troque por soles no Peru. O Real não é muito valorizado por lá. Pague em dólares e receba o troco em Soles em shopping ou grandes lojas. Nunca troque dinheiro com cambistas nas ruas.
Para evitar receber notas falsas, faça saques em bancos (BCP - Banco Central do Peru, BBVA, Scotiabank, Interbank e Caja Arequipa) ou caixas eletrônicos com bandeiras dos bancos. Se sacar notas de 100 ou 50 Soles troque por valores menores no hotel ou compre algo de pequeno valor em farmácia, café, supermercado etc.
Cotação dia 03/09/2016
R$ 1,00 = S./ 0,96
US$ 1,00 = S./ 3,39

Cartões de crédito/débito
Os cartões de créditos internacionais e os cartões pré-pagos para viagens também são aceitos com facilidade nos estabelecimentos.
Desbloquear os cartões para uso no exterior, antes da viagem, e anotar os números e telefones das pessoas de contatos, ou tirar cópias dos mesmos. Deixar uma cópia em casa e outra em local diferente do original durante a viagem.
As compras com o Cartão de Crédito, Débito ou com Travelcards, serão taxadas em 6,38% de Imposto sobre Operações Financeiras – IOF.

Quanto levar em dinheiro
O custo da viagem vai depender das suas condições financeiras, do objetivo da viagem, dos passeios que vai fazer, dos restaurantes que vai frequentar e das atrações que vai visitar.
Podemos estimar, sem considerar extravagâncias e com hotéis pagos, o equivalente a US$70,00, por pessoa, por dia, como factível para transportes, refeições e atrações.
Dica: Compre uma pequena pochete, coloque os seus soles e dólares e use por dentro da calça (sem moedas para evitar perrengue no raio X do aeroporto). Um porta moedas também será imprescindível, pois você receberá muitas delas.

Tomada elétrica
A corrente elétrica é de 220 volts, 60 ciclos de corrente alternada. Alguns hotéis de 4 e 5 estrelas tem voltagem 110 volts. Veja indicação nas tomadas do apartamento.
Os plugs têm 2 pinos cilíndricos ou 2 pinos chatos mais um de terra. Existem muitas tomadas que aceitam as duas. Os plugs redondos para 220 volts são mais grossos do que para 110 volts.

Telefones
Solicite roaming da sua operadora de celular, para qualquer eventualidade. Nunca habilite para dados, pois os valores são absurdos.
Tenha um celular desbloqueado e ao chegar compre um chip internacional pré-pago de uma operadora local em grandes supermercados do Peru (as maiores redes são Wong e Metro, que em Lima estão em toda parte).
Tem ainda a opção de ligar pela Embratel a cobrar em qualquer telefone público, celular ou telefone fixo: 0800 501 90.
Só faça ligação pelo telefone do hotel em última hipótese. É um absurdo.
Os aplicativos para smartphones que funcionam com o sistema VoIP (Voice Over Internet Protocol) são o meio mais econômicos de fazer ligações internacionais. Eles funcionam melhor com wi-fi, mas também podem ser usados com 3G, dependendo da qualidade da conexão de dados.
O Skype (Skype.com) oferece ligações gratuitas para outros usuários do Skype ou chamadas para telefones fixos ou celulares por tarifas baixas, bastando comprar créditos antecipadamente.
O Viber (viber.com) também é prático. Você liga de graça para quem também tem o aplicativo.
O aplicativo WhatsApp é a melhor opção atualmente. No hotel (solicite a senha na portaria), nas redes Mcdonalds e outros locais obtenha o Wifi e pronto, está conectado, pode enviar e receber mensagens e ligar sem custos.

Bagagem
Leve uma bagagem de mão adequada para ser transportada nos compartimentos acima ou abaixo do assento do passageiro, com dimensões máximas de 115 cm: 55x35x25 cm e peso até 5 kg.
Bagagem despachada gratuita transportada no porão – uma mala com 23 kg.
Consulte o seu agente de viagem ou os sites das empresas aéreas, pois os pesos podem ser alterados.
Identificar as malas, por dentro e por fora, com nome, endereço completo e telefones no Brasil e em seu destino.
Se for viajar acompanhado, colocar em cada mala roupas dos dois viajantes. Caso uma seja extraviada haverá roupas para os dois.
Medicamentos – Levar na mala de mão os necessários para usar durante a viagem. Demais, na mala despachada.
Bagagem de mão – levar um conjunto de roupa para qualquer eventualidade.
Pinças, tesouras, cortadores de unha, cremes, shampoo e perfumes devem estar na mala despachada.

Como arrumar a sua mala

Ver mais informações sobre bagagem: Bagagens

Fuso horário
A diferença de fuso entre o Brasil e o Peru é de duas horas. No horário de verão brasileiro a diferença é de três horas.

A viagem
Chegue ao aeroporto, tanto na ida e principalmente no retorno, com no mínimo 3 (três) horas de antecedência, vá logo fazer o seu check-in e depois localizar o portão de embarque.
Como o voo será longo e cansativo, procure usar roupas e sapatos confortáveis. Leve um agasalho, pois a temperatura dentro da aeronave é baixa e você pode sentir frio. Ao chegar à sua poltrona encontrará um pacote contendo travesseiro, manta e fone de ouvido. Durante o voo, sempre que possível e permitido, levante e ande um pouco, para melhorar a circulação das pernas e pés. Se você é daqueles que não consegue dormir, leve livros, palavras cruzadas, Ipad etc, para que a sua viagem fique mais agradável.
Antes do embarque se alimente, compre algum lanche e leve para a aeronave. Vão servir apenas uma pequena refeição durante a viagem.

Imigração
Durante o voo será distribuído o formulário Tarjeta Andina de Migración (TAM), que deverá ser preenchido em letra legível e assinado. São perguntas simples:
- Nome.
- Sobrenome.
- Número do documento de identificação (identidade ou passaporte).
- Data de nascimento.
- Sexo.
- Nacionalidade.
- País de residência.
- Nome do hotel onde ficará hospedado.

No formulário está escrito que o seu tempo de permanência no país é de 90 dias, que se estiver com valor maior de US$10 mil dólares deverá declarar ao chegar ao país e que não é permitido ingressar no Peru com uma quantia maior que US$30 mil dólares.

Ao chegar à sua vez na imigração, cumprimente o Oficial. Ele vai tirar uma foto sua e provavelmente não fará perguntas.
Após atendimento na imigração será entregue uma parte da Targeta Andina de Migración, que deverá ser apresentada no check-in do hotel e para sair do país. Guarde-a com cuidado para não ter problema no Peru.
Você pegará suas malas e passará pela alfândega. Suas bagagens, despachadas e de mão, terão que passar pelo raio-x.

Como circular em Lima e Cusco
Veja aqui como circular nas cidades de Lima e Cusco – Transportes

Compras de souvenires
É recomendável comprar as lembranças no Centro Artesanal de Cusco, em função de ter melhores preços e maior oferta de produtos artesanais. Evite a região próxima à Praça de Armas, onde os preços são bem maiores.
Em Águas Calientes vá no grande camelódromo próximo à estação de trem.
Em Lima vá ao Centro Comercial Polvos Azules, um Complexo de lojas que vende de tudo: malas, mochilas, eletrônicos, informática, produtos para casa, mesa, banho e inclusive “roupas de marca” (Lacoste, Tommy, Abercrombie etc) de bom tecido. Vá de taxi ou carro alugado. Não é recomendável utilizar ônibus, em função da localização do Centro.
Levar Nuevos Soles, que é a moeda aceita pelos vendedores.

Dicas
- Ao andar de ônibus, taxi ou em locais movimentados, esteja alerta.
- Deixe a sua bolsa junto ao seu corpo no ônibus, restaurante ou mesmo taxi.
- Nada de deixar bolsas, carteiras ou celulares na mesa ou cadeira no restaurante, inclusive do hotel, para ir se servir.
- Sempre esteja ciente das coisas ao seu redor e aja de acordo. Não mexa na sua bolsa ou conte o dinheiro da carteira durante uma viagem de ônibus, taxi ou em pé no meio da rua. Tenha algum dinheiro separado no bolso.
- Antes de sair do taxi, ônibus ou restaurante veja se não deixou celular, carteira, bolsa, casaco etc.
- Muito cuidado com os chamados táxis particulares, pois não são confiáveis.
- Se planeje para saber onde está indo. Tenha os mapas da cidade em mãos ou faça download para o celular ou tablet.
- Localize supermercados próximos ao seu hotel, onde você pode comprar água, sucos e lanches baratos e levá-los. Os preços nos hotéis são abusivos.
- Não mantenha o contato visual com estranhos no transporte público, pois isso é considerado deselegante. Conversas altas também são irritantes para os outros passageiros, bem como conversas no celular.
- Use a mochila virada para frente do seu corpo no transporte e ao sentar leve-a nas mãos ou ponha no chão aos seus pés.
- Certifique-se de escolher um hotel com um bom sistema de ar condicionado, durante o verão, já que muitos quartos de hotel podem não ter ventilação.
- Pare num jornaleiro e compre algumas revistas. Elas são ótimas para ter uma ideia do que está acontecendo atualmente na cultura.
- Veja na recepção do hotel, revistas e folders que vão lhe ajudar nos passeios.

Outras informações

Embaixada do Brasil em Lima
Avenida Jose Pardo, 850, Miraflores, Lima 18.
Apartado Postal 2405
Tel.: (511) 512-0830

Consulado do Brasil em Lima

Banco do Brasil - Agência Lima Peru

Camino Real 348 - Piso 9 0 – San Isidro

Telefone: 61- 31019566 - Fax: 61- 4424208 
Horário de atendimento: De segunda à sexta-feira das 09:00 às 16:00 horas 
E-mail:
lima@bb.com.br


Emergências em Lima

Central de Polícia - 105
Central de Bombeiros - 116
Ambulâncias - 470-5000
Alerta Médica - 261-0502
Emergências Pediátricas - 474-9790

Farmácias abertas 24 horas em Lima:
- Botica 24 Horas
- Comandante Espinar 294 -
- Av. Republica Dominicana N° 210
- B.P. Peru 24 Horas                            
Alameda Los Horizontes URB. Huertos De Villa

Emergências em Cusco

Polícia Nacional do Peru - 24-6088 / 25-2222 
Polícia de Turismo - 249654 
Emergências Policias - 105 
Central de Bombeiros - 221392 / 22-7211.

Nenhum comentário:

Postar um comentário