segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Guia e viagem a Paris - Pontes de Paris

As pontes de Paris são lindas e românticas e a melhor forma de conhecê-las é fazendo um passeio pelo rio Sena, preferencialmente à noite quando estão iluminadas.
Veja as principais pontes de Paris clicando em "Mais informações"

Pont Alexandre III


Pode ser considerada a mais bela e famosa da cidade. Classificada como monumento histórico, é decorada com lampiões, querubins, ninfas e cavalos alados. Seu nome homenageia o czar Alexandre III, simbolizando a amizade franco-russa da época. Concluída em 1900, para a Exposição Universal, cruza o Sena com apenas um arco, medindo 107 metros de comprimento e 40 metros de largura.


Pont Neuf

É a mais antiga ponte que cruza o famoso Rio Sena, em contradição ao seu nome, que significa Ponte Nova. Sua nomenclatura se justifica pelo fato de ter sido construída em 1606 em substituição às pontes que ligavam os dois lados do rio. Depois dela, outras tantas pontes foram construídas ao longo do rio, mais isso não tirou o destaque da Pont Neuf, que até hoje é vista como uma das mais bonitas, por seu lado artístico e pelos 12 arcos que compõem seus 232 metros de extensão. Ali, muitos embarcam nos Bateaux Vedettes para um passeio pelo Rio Sena. Veja o site: http://vedettesdupontneuf.com/cruises/


Petit Pont

É onde o Rio Sena é mais estreito. Foi reconstruída vária vezes em madeira, e, em 1186, em pedra. Sua última reconstrução foi em 1853. Tem um comprimento de 32 metros.


Pont Marie

Diz a lenda que os casais de apaixonados devem dar um beijo sob ela, para ter sorte no amor. 

Pont des Arts

Inaugurada em 1803, a Ponte ou Passarela des Arts, batizada com este nome por permite chegar ao Palácio das Artes, nome dado ao Louvre na época.
Elegante e única, em ferro fundido, preferida pelos pedestres para passear, ficou fragilizada pelas múltiplas colisões dos barcos nos anos 60 e 70, e, por razões de segurança, foi fechada ao público em 1977 e demolida em 1981.
Foi reconstruída em aço em 1982 e o número de seus arcos passou de nove para sete para facilitar a navegação. Tem 155 metros de comprimento e 11 metros de largura.  Desde 2008 os apaixonados colocavam cadeados com os seus nomes na grade da ponte e jogam as chaves no Sena. Em 08 de junho de 2014, foi proibida a colocação dos cadeados, pois uma parte da grade caiu e a ponte foi evacuada. A prefeitura de Paris pede que os casais façam selfies na ponte e não coloquem mais cadeados.

Pont de La Concorde


Teve vários nomes: Pont Louis XVI, Pont de la Révolution, Pont Louis XVI e Pont de la Concorde em 1830.
Sua construção foi iniciada em agosto de 1788 e terminada em 1791. As pedras provinham, na maior parte, da demolição da prisão Bastille. Foi alargada de 1930 à 1932 e renovada em 1983.

Pont de L´Archevêché

Construída entre 1926 e 1828, a ponte de l' Archevêché oferece a mais bonita vista de Notre-Dame.  Mede 67 metros de comprimento e 11 de largura. Foi construída após a demolição da ponte suspensa dos Inválidos. Tem três arcos em alvenaria que obstruem o tráfego fluvial, mas de acordo com uma decisão tomada em 1910, a ponte nunca será substituída. Assim como a Pont des Arts, também está repleta de cadeados dos apaixonados.

Pont Tolbiac

Com 168 metros de comprimento e 20 de largura, liga o XII ao XIII arrondissement e o Quais de Bercy à rua Neuve-Tolbiac. Foi construída entre 1879 e 1882 e durante a Segunda Guerra Mundial um avião inglês caiu sobre ela.
Pont de Bir-Hakeim


Ponte-viaduto construída entre 1903 à 1906. Antes chamada de pont de Passy, que datava de 1878, desde 1986 é considerada monumento histórico. 
Seu comprimento é de 237 metros, com 25 de largura.


Pont Saint Louis

Liga a Île de la Cité à Île Saint-Louis. A ponte atual é a sétima construída no local, desde 1630. As anteriores foram destruídas por cheias, quedas, etc. Foi reinaugurada em 1970. Tem 67 metros de comprimento por 16 de largura. Nos finais de semana sempre têm grupos musicais fazendo apresentações, aguardando uma recompensa. 

Pont Louis Philippe

Sua construção data de 1833. Liga a margem direita na altura do Hotel de Ville à Île de la Cité. Incendiada em 1848, foi reconstruída entre 1860 e 1862.


Pont Notre Dame

Liga o Quai de Gesvres ao Quai de la Corse. Tem 105 metro de comprimento por 20 de largura. Foi muitas vezes destruída e reconstruída, desde o Império Romano. 
A primeira foi em pedra e foi construída entre 1500 e 1511. Por volta de 1765, foi reconstruída sem as casas em cima. Entre 1910 e 1914, os 3 arcos centrais foram substituídos por um só.

Pont Royal

A ponte Royal, juntamente com a Pont-Neuf e a Ponte Marie, é uma das três mais antigas de Paris. É classificada como monumento histórico, e foi sobre esta ponte que Bonaparte colocou os canhões que contribuíram para a defesa das Tuileries.
Em cada margem pode-se observar a escala que marca a estiagem e as cheias históricas do Rio Sena. Foi construída entre 1685 e 1689, mede 110 metros de comprimento por 16 de largura, e tem cinco arcos. Foi ligeiramente alterada no século XIX.


Pont de Bercy


Construída em 1863-1864, e reconstruída de 1989-1991.  Na época ficava fora da cidade. Liga o XII eme ao XIII eme, no prolongamento do Boulevard de Bercy e do Boulevard Vincent-Auriol. Mede 175 metros de comprimento por 40 de largura. Em 1904, foi alargada em 5,50 metros para a passagem da linha 6 do metrô.
Pont de L’Alma

Mede 153 metros de comprimento por 42 de largura. Foi construída em 1854-1856 e reformada entre 1970-1974.  Havia uma estátua na água, desde 1856, que servia de instrumento popular de medida das cheias do Sena. A estátua ainda existe, mais foi elevada em 1970, retirando assim o seu significado.
Está situada próxima ao túnel aonde a princesa Diana morreu em 1997. Sobre esse túnel está a "Chama da Liberdade", réplica da chama da estátua da Liberdade, doada pelo jornal Herald Tribune em 1987, comemora a amizade franco-americana.

A réplica da chama foi desviada da sua função inicial e se tornou um lugar de recordação da Princesa Diana. O monumento oficial que homenageia a morte da princesa está na verdade, no bairro de Marais.


Pont Saint Michel

Mede 62 metros de comprimento por e 30 de largura. Construída em 1378, reconstruída várias vezes e por último em 1857. A ponte atual tem 3 arcos. É decorada com grandes "N" da época do império.
Liga a Praça Saint Michel à Île de la Cité. A primeira ponte tinha casas em cima, e ficou pronta em 1387. Deteriorada pelo degelo de 1408, foi reconstruída, mas em 1547, por causa dos frequentes choques dos barcos, desabou provocando a morte de 17 pessoas. 

Pont des Invalides 

Mede 152 metros de comprimento, por 18 de largura. É a ponte mais baixa de Paris.  Sua construção começou em 1824. Em função de rupturas e desabamentos, condenaram o projeto à demolição antes mesmo de terminado. Em 1854 é demolida com o propósito da sua substituição para a Exposição Universal de 1855. Foi alargada para a Exposição Universal de 1900.

Pont Du Carrousel

Atravessa o Sena entre o Quai des Tuileries e o Quai Voltaire. Mede 168 metros de comprimento e 33 de largura. Foi construída de 1935 a 1939.  Em 1 de maio de 1995, um marroquino de 29 anos foi jogado no Sena por um banco de skinheads. O acusado principal, de 19 anos, foi condenado a 8 anos de prisão. Em 2003, o então prefeito de Paris, colocou uma placa em homenagem a todas as vítimas de racismo.

Pont D’Iéna

Liga às áreas da Torre Eiffel ao Trocadero, com 155 metros de comprimento por 3 de largura. Foi construída de 1808 à 1814 e também é considerada monumento histórico desde 1975. Ela deveria se chamar "Ponte do Campo de Março" ou "Ponte da Escola Militar", mas Napoleão decidiu fazer uma homenagem à vitória da batalha de Iéna, de 1806.
  
Pont D’Austerlitz

A construção da primeira ponte foi em 1854, sendo aumentada entre 1884 e 1885. Também é decorada com grandes "N" imperiais. Mede 174 metros de comprimento por 30 de largura.


Pont de Sully

São na verdade 2 pontes: uma na margem direita e a outra na margem esquerda do Sena.  A ponte Norte começa no Quai Henri IV e termina no Quai d´Anjou e a Sul começa no Quai de Béthune e termina nos Quais Saint-Bernard e de la Tournelle. IV eme e V eme arrondissement.  Foi construída de 1875 à 1876.

Pont D’Arcole


Liga o Quai de la Corse ao Quai de l'Hotel de Ville, 4eme. Seu comprimento é de 80 metros por 20 de largura. Inicialmente, era apenas uma passarela que ligava, desde 1828, a Place de Grève (hoje praça do Hôtel de Ville) à Île de la Cité. Em 1856, a ponte metálica foi construída em menos de 3 meses. Na entrada existe 4 pedestais em pedra que anteriormente apoiavam candelabros. A última reforma foi em 1995.

Pont Mirabeau

Foi construída entre 1893 e 1897. Foi classificada como monumento histórico em 1975.  Liga o XV ao XVI arrondissement. Tem 173 metros de comprimento por 20 de largura. É uma ponte metálica decorada por 2 estátuas representando a popa e a proa dos navios antigos.

Pont de La Tournelle

Mede 122 metros de comprimento por 23 de largura. A primeira ponte foi construída neste local em 1370 e foi levada pelas águas. Foi reconstruída em 1620, e destruída novamente, desta vez pelo gelo em 1637. Em 1656 é edificada a primeira ponte dita " de la Tournelle".  Em 1918, é novamente demolida pois sofreu várias avarias durante a cheia de 1910. A atual foi construída é de 1924 a 1928. Sobre ela tem uma estátua de Santa Geneviève, a padroeira de Paris.


Pont de Grenelle


Liga o XV eme arrondissement ao XVI eme. Na sua extremidade tem uma réplica da Estátua da Liberdade. Foi construída em 1827 e depois de 1966 a 1968. Mede 220 metros de comprimento por 30 de largura.

Pont au Change

A ponte atual data de 1860 e também tem como decoração grandes "N" da época imperial.   Sua denominação foi em função de ordens do rei Louis VII, para os conversores se instalarem para permitir as trocas entre as numerosas moedas em uso em Ocidente à época. Instalavam-se frequentemente sobre um banco, o que a origem do termo "banqueiro". Tem 103 metros de comprimento, por 30 de largura.

Pont au Double

Liga a Rue de Bûcherie ao jardin de l'archevêché. Mede 45 metros de comprimento, por 20 de largura. Os transeuntes tinham que pagar um pedágio para atravessá-la.
No século XVII, o Hôtel-Dieu (um hospital) acrescentou quartos para os doentes sobre ela. Desabou em 1709, foi reconstruída e resistiu até 1847. Em 1883 foi substituída por uma ponte de 1 arco para facilitar a navegação.

Pont Charles de Gaulle


Ela liga o XII eme ao XIII eme arrondissement, liga a Gare d'Austerlitz à Gare de Lyon. Tem 207 metros de comprimento, por 31 de largura. Foi inaugurada em 1998.

Pont Aval

É a ponte mais longa de Paris, constituída por duas pontes independentes, uma da outra. Mede 312,50 metros de comprimento, por 35 de largura. Foi inaugurada em 1968.

Pont du Garigliano

Mede 209 metros de comprimento, por 26 de largura. É a ponte mais alta de Paris, com 18 metros acima do nível do Sena. É também a ponte com maior número de suicídios.  Desde 2006, pode-se ver no centro da ponte uma famosa escultura "O Telefone", que consiste em uma cabine de telefone em forma de flor, com pétalas metálicas, e que às vezes recebe chamadas da autora da obra, Sophie Calle.


Passerelle Debilly

É uma ponte somente para pedestres. Foi construída como uma passarela provisória de acesso para os visitantes da exposição Universal de 1900.  Ela deveria, assim como a Torre Eiffel, ser destruída depois do evento. Desde 1966 é considerada monumento histórico. Mede 125 metros de comprimento, por 8 de largura. Liga os 7 eme e 16 eme arrondissements.


Passerelle Léopold-Sedar-Senghor


Já foi chamada de passarela Solférino e de Ponte Solferino, é uma ponte de pedestres situada no VII eme arrondissement. 
Inaugurada por Napoleão III em 1861, permitia a passagem de veículos entre o Quai Anatole-France e o Quai des Tuileries.  Fragilizada principalmente por choques dos barcos, foi destruída e substituída várias vezes. A atual foi construída de 1997 a 1999.

Passerelle Simone de Beauvoir

A Passarela Simone-de-Beauvoir (inicialmente conhecida sob o nome de Passarela Bercy-Tolbiac) é a 37a ponte de Paris.  De arquitetura audaciosa, é uma das poucas pontes de pedestres da cidade. Encontra-se entre as pontes de Bercy e de Tolbiac e liga as margens dos XII eme e XIII eme arrondissement de Paris.  Mede 304 metros de comprimento por 12 de largura. Foi inaugurada em julho de 2006.

Nenhum comentário:

Postar um comentário