sábado, 13 de fevereiro de 2016

1. Guia de Viagem a Orlando - Dicas e informações para a viagem a Orlando - Disney e Universal


Porque tantas pessoas vão em busca do destino Orlando? O que existe de tão especial nesta cidade? Este lugar é mundialmente conhecido como a terra de Mickey Mouse, graças ao gênio Walt Disney que transformou o impossível em realidade. Atualmente, o complexo Disney é formado pelos parques temáticos Magic Kingdom, Epcot, Animal Kingdom e Hollywood Studios (ex-MGM), os parques aquáticos Blizzard Beach e Typhoon Lagoon, cruzeiros, campos de golfe, os centros de entretenimento  Downtown Disney e Disney's BoardWalk, hotéis e restaurantes.
Com o tempo, Orlando se transformou em um polo de entretenimento. O Universal Orlando Resort é formado pelos parques temáticos Universal Studios Florida e Islands of Adventure, o centro de entretenimento City Walk, hotéis e restaurantes. Já o SeaWorld Parks & Entertainment, abrange dez parques, sendo que cinco deles encontram-se na Florida: Sea World, Discovery Cove, Aquatica, Bush Gardens e Adventure Island. E ainda tem o Legoland, parque formado por 50 milhões de blocos Lego.
Além dos lugares citados, existem centenas de atrações espalhadas pela cidade e arredores, não esquecendo dos shoppings e grandes outlets da região, que transforma Orlando em um verdadeiro paraíso das compras.
Em postagens específicas, trataremos de cada um dos parques citados acima, abrangendo as melhores atrações, roteiros, restaurantes e mapas.

Clique em "Mais informações" para conhecer as Dicas e Informações da sua viagem ao mundo mágico.

Planejamento da viagem
A tarefa de planejar uma viagem de turismo exige empenho e organização. Aproveite essa fase para idealizar a viagem de seus sonhos e curta cada etapa vivenciada para torná-la realidade. A seguir você confere um guia básico com tudo de que precisa para ter uma experiência tranquila e sem contratempos.

Documentação

Passaporte
Esse é o documento essencial para quem vai sair do país. O passaporte é o seu RG no exterior e terá que ser válido por, no mínimo, seis meses contados da data de retorno ao Brasil. Atenção, pois a validade de seis meses deverá ser somada ao tempo de permanência.
É recomendável tirar duas cópias do passaporte onde constam os dados pessoais e do documento e do visto americano. Uma deve ficar com o companheiro(a) de viagem e outra em local diferente do original. Em caso de perda do original, a cópia vai facilitar a obtenção da autorização para retorno ao Brasil, obtida no Consulado ou Embaixada.

A partir de 10/07/2015 os passaportes brasileiros passaram a ter validade de 10 anos. Veja mais informações sobre passaporte aqui.

Visto
É necessário visto prévio para entrar nos Estados Unidos.
Os seguintes passos devem ser seguidos antes de agendar uma entrevista:
- Preencha o formulário eletrônico de solicitação de visto DS-160, e imprima a página de confirmação (com o código de barras) de cada requerente.
Acesse o formulário aqui e para obter orientações sobre o preenchimento neste link.
- Pague a taxa de solicitação do visto (MRV) de cada requerente.
- Agende sua visita no CASV e, se necessário sua entrevista no Consulado /Embaixada.
Para o agendamento, cada solicitante deve ter em mãos:
a. Página de confirmação do formulário DS-160 (com código de barras);
b. Cópia do recibo de pagamento da taxa MRV;
c. O número do passaporte do solicitante.
Um responsável deve cuidar da documentação dos menores de 18 anos e os menores de 14 anos não precisam comparecer para entrevista.
É importante levar provas de que você não tem intenção de ficar nos Estados Unidos, como contra-cheque, certidão de imóvel próprio, propriedade de veículos, carta da empresa onde trabalha etc.
Passagens, reservas de hotéis ou compra de pacotes de viagens só devem ser fechados depois da confirmação do visto, pois caso seja negado você terá que arcar com os custos de cancelamentos.

CASV– O que é?
Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV) - é um centro contratado pelo governo americano para coletar dados biométricos de solicitantes de visto antes do comparecimento à seção consular.
Solicitantes devem contatar o Call Center para mais informações sobre a localização e horários de funcionamento dos CASVs, agendamento (CASV e Consulado), perguntas sobre o pagamento da taxa MRV e quaisquer problemas técnicos acesse aqui.
Solicitantes não podem agendar uma entrevista no CASV no mesmo dia de sua entrevista na embaixada ou consulado. Eles podem marcar suas entrevistas no CASV com um (1) a oito (8) dias antes da sua entrevista na embaixada ou consulado.
Solicitantes podem agendar suas entrevistas em dias consecutivos no CASV e na embaixada / consulado, por isso os CASVs estarão abertos aos domingos para facilitar esse processo. Os CASVs funcionam em horário estendido (das 7h às 18h) e abrem aos domingos (das 13h às 18h).
Após entrevistas, se o seu visto for aprovado, o passaporte será enviado para o endereço indicado por você.

Nota: Solicitantes de uma determinada faixa etária ou aqueles que estejam renovando um Visto Americano anterior podem ser elegíveis a solicitar um Visto sem comparecer a uma entrevista Consular. A elegibilidade para o programa de 'Isenção de Entrevista' será determinada no momento em que o solicitante inicie o processo de agendamento. A determinação será definida em relação as respostas informadas aos critérios de qualificação.


Seguro de viagem
Embora o seguro de viagem não seja obrigatório para os Estados Unidos, é imprescindível viajar com um suporte para assistência médica, e escolher seguros com coberturas altas. Nos EUA qualquer ocorrência médica será cobrada, até mesmo emergências, e os custos costumam ser bem altos.
Ao comprar as suas passagens pelo Cartão de Crédito VISA (mínimo Platinum), terá direito ao seguro gratuitamente. Basta entrar aqui e preencher as informações para emissão do Certificado de Seguro. É bom imprimir em inglês e português.
Telefone 0800.891.3679 – e-mail benefits@ap-visa.com

Outras opções:
- Sendo cliente do Banco do Brasil, pode fazer com o seu Gerente. O custo é muito baixo.
- empresas especializadas em seguro de viagens:
         Assist Card

Acesse o site: Comparador de seguro, antes de comprar.

- não deixe de consultar também agências de viagem, como, por exemplo, a CVC, que fecham negócios com operadoras de seguros e podem fazer preços melhores.

Passagem
Este item da viagem requer atenção especial, já que costuma representar uma parte significativa dos custos. A melhor maneira de garantir um bom preço é fazer muita pesquisa nos sites das companhias aéreas, agências e operadoras e comparar os valores. As companhias aéreas costumam baixar os preços de 60 a 120 dias antes da data da viagem em períodos de alta temporada e de 30 a 60 dias na baixa temporada. No caso de Orlando, a alta temporada engloba os meses de janeiro, fevereiro, junho, julho e dezembro. Já a baixa acontece nos meses de março e maio e entre agosto e novembro, desde que não coincidam com feriados nacionais ou americanos. Voos com escalas são sempre mais baratos, porém torna a sua viagem cansativa, sem falar na perda de tempo.

Empresas aéreas que voam para Orlando:
TAM: Faz voos diretos de São Paulo para Orlando. Se não quer fazer conexão é uma boa opção, porém o valor quase sempre é mais alto do que as demais empresas.

DELTA: Companhia americana sediada em Atlanta é uma das maiores em quantidade de passageiros. Nos voos Brasil – Orlando a conexão normalmente é feita em Detroit.

AMERICAN AIRLINESOutra gigante dos Estados Unidos. Apesar de alguns rumores de falência eles continuam operando firmes e fortes e muitas vezes com preços ótimos. Se você tem milhas no cartão de crédito, a AA é a melhor empresa para você transferir seus pontos. Normalmente faz conexão em Miami.

GOLA brasileira também faz voos para a terra da Magia. Pesquise, pois os preços nem sempre são bons.

US AIRWAYSÉ a quinta maior empresa aérea americana. Apesar de não ser tão conhecida no Brasil, costumam ter bons preços para Orlando.

COPABom custo-benefício. Faz escala no Panamá e tem preços competitivos. O aeroporto do Panamá tem um dos maiores free shop do mundo, com preços similares ao Duty Free dos USA.

UNITED: É do mesmo grupo da Copa e utiliza o mesmo programa de milhagens, o que é muito bom se você precisar de voos internos nos EUA.  Os voos com destino a Orlando podem ter escala em Nova Iorque, Chicago, Washington. Com sorte você pode encontrar um voo direto para Orlando.

AEROMEXICOA maior empresa aérea do México faz voos regulares para Orlando com escala na Cidade do México. Tem preços competitivos e ótimo atendimento.

Pacotes de viagem
Uma série de operadoras de turismo do Brasil vende pacotes para destinos norte-americanos. Os preços variam conforme a temporada e a programação escolhida, mas, em geral, viajar para os Estados Unidos com pacotes sai mais em conta e é mais confortável do que programar trajetos independentes. Em contrapartida, os roteiros ficam mais amarrados e é preciso se adaptar às vontades do grupo.

Hotéis
Este é outro item da viagem que também requer atenção especial, já que costuma ser o segundo maior custo, depois das passagens (as vezes pode ser o primeiro).
Escolher o melhor local para se hospedar depende muito do objetivo da viagem. Se quiser apenas curtir os parques, fique dentro do complexo Disney, pois você tem transporte público gratuito, acesso prioritário aos parques e saída após o horário normal. Caso a sua viagem combine parques e compras, reserve um dos hotéis na Internacional Drive, onde há dois grandes outlets e ótimos restaurantes.
Existe grande diferença de preços entre os hotéis que ficam dentro dos parques e os que ficam próximos. Quem se hospeda fora, num hotel de boa qualidade, consegue diárias até 70% mais baratas.
Grupos de amigos e famílias numerosas devem considerar a hipótese de alugar uma casa ou um flat. Em geral, fica mais barato.
Ao escolher um hotel, verifique a distância das principais atrações e conveniências como supermercados e drogarias. Pouco adianta pagar a mais para ter micro-ondas no quarto se você está longe de um supermercado.
Para obter melhores preços, faça reserva com no mínimo dois meses de antecedência.
Os preços de hotéis são sempre maiores nos finais de semana, feriados e férias escolares nos Estados Unidos. Quanto você pede um orçamento que inclua sexta, sábado, domingo e feriados o preço informado é uma média do período.
É importante confirmar, diretamente com o hotel, a reserva com 20 dias de antecedência da viagem. Telefone ou mande um e-mail.

O item hotel será objeto de postagem exclusiva.

Quando ir
Os períodos mais movimentados são os da alta temporada, que incluem feriados, época de férias dos americanos e brasileiros e do verão americano. Se desejar mais tranquilidade evite os meses mais concorridos que são julho e janeiro, que, além do calor, são mais caros, e a paciência deve ser maior, pois as filas nos parques são imensas. Se puder escolher outras datas, prefira. Os meses de setembro e outubro são os mais adequados, quando ainda não é muito frio e os preços não estão altos. As datas mais concorridas são 31 de dezembro e 4 de julho, dois dos mais importantes feriados comemorados nos Estados Unidos, quando os parques recebem um número absurdo de visitantes.

Quanto tempo ficar
Dez dias é o tempo ideal para conhecer todos os parques do complexo Disney, da Universal Studios, um ou dois parques aquáticos e fazer compras.

Língua
Se você fala inglês e/ou espanhol, ótimo. Todo mundo fala as duas línguas. Se não fala nenhuma das línguas citadas também não se preocupe. A cidade é cheia de brasileiros e os americanos vão procurar lhe entender.
Há centenas de brasileiros trabalhando nos parques. Procure nos uniformes dos funcionários a bandeira do Brasil.

Dinheiro – Moedas e Cédulas
A moeda dos Estados Unidos é o dólar.

Todos os bancos e muitos hotéis fazem o câmbio de moedas estrangeiras. Os hotéis aplicam as piores taxas, enquanto os bancos cobram uma porcentagem razoável pela troca.
Antes de viajar adquira os dólares no Banco do Brasil ou em casas de cambio confiáveis.

Quanto levar em dinheiro / cartões
O custo de uma viagem para Orlando vai depender de quanto o visitante pode gastar (falei pode e não quer. Antes de comprar deve pensar na hora de pagar o cartão). Se preferir fazer sempre refeições em restaurantes, logicamente irá gastar mais. Estimo no mínimo US$25 por refeição. Se vai alternar com lanches ou comprar comida no Walmart, Walgreens ou em outro supermercado vai gastar muito menos.
Com crianças se prepare. Nos parques só tem coisas que elas adoram.
Muito cuidado com a lembranças vendidas nos parques. No Walmart, o mesmo produto custa menos da metade do preço.

Em resumo: sem hospedagens, aluguel de carro, ingressos, compras em outlets, prepare-se para gastar por dia e por pessoa entre US$50 a US$100. Quem vai para Orlando não vai comer pão com queijo e beber água.

Desbloquear cartões de crédito para uso no exterior, antes da viagem, e anotar os números e telefones das pessoas de contatos, ou tirar cópias dos mesmos. Deixar uma cópia em casa e outra em local diferente do original durante a viagem.

Muito cuidado com os cartões quando estiver no exterior, pois o chip e senha na maioria das vezes não têm utilidade fora do Brasil. Em caso de perda, pode ser utilizado facilmente por outra pessoa.

As compras com o Cartão de Crédito, Débito ou com Travelcards, serão taxadas em 6,38% de Imposto sobre Operações Financeiras – IOF.

Se o valor do câmbio para compra do dólar no Brasil for vantajoso (compare com o câmbio oficial), utilizar dinheiro em espécie é recomendável para turistas brasileiros, principalmente depois do aumento nas taxas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nas compras com cartões. Deve-se, entretanto, observar os cuidados necessários para transporte e manuseio da moeda.

Dica: Compre uma pequena pochete doleira, coloque os seus dólares e use por dentro da calça (sem moedas para evitar perrengue no raio X do aeroporto.) Um porta moedas também será imprescindível, pois você receberá muitas delas.

Imposto sobre vendas
Conforme a Lei Americana, o imposto não vem embutido no preço final das mercadorias, aquele que você vê na etiqueta ou cardápio. Em Orlando adiciona-se 6,5%. O imposto será adicionado no preço no caixa ou na conta. Portanto não esqueça de acrescentar este percentual nas suas compras para não ter surpresas na hora de passar no caixa: a diferença pode parecer pequena, mas imagine compras mais caras como notebooks, câmeras e afins. Você deve acrescentar o imposto em tudo mesmo: alimentação, roupas, calçados, ingressos, hospedagem etc.

Gorjetas
Nos Estados Unidos é praticamente obrigatório dar gorjeta. Ao preço do cardápio deve ser acrescido 15%, onde alguns restaurantes e bares incluem a gorjeta. Verifique a sua conta e certifique se não está dando em dobro. Se você estiver insatisfeito com o serviço pode deixar menos, ou nada. Mas, se você foi bem servido, 20% é mais apreciado. Com táxis funciona do mesmo jeito. É considerado grosseiro não pagar a gorjetas.

Tomada elétrica
O plugue padrão dos aparelhos elétricos nos Estados Unidos tem dois pinos chatos e é assim:

(se o seu plug não tiver o pino redondo não tem problema).
A voltagem padrão em todos EUA é de 115-120 volts (corrente alternada). Aparelhos de outras voltagens só funcionam com conversor e adaptador para tomadas americanas, de duas pontas chatas. Você pode encontrá-lo em lojas locais
Não é necessário levar secador de cabelos, pois os hotéis disponibilizam.

Telefones
Solicitar roaming de telefone, para qualquer eventualidade, sabendo que é a pior opção, em função dos custos. Não habilite dados em hipótese alguma, pois a conta será absurda.

Leve o seu celular desbloqueado e ao chegar compre um SimCard:
- AT&T (https://www.att.com/maps/store-locator.html) - 500 MB de dados e 500 minutos em ligações locais custam US$40. Com mais US$5 você tem direito a 250 minutos de ligações para o Brasil.
- T-Mobile (http://yesbrasil.com/t-mobile-orlando-florida.php) - Com US$50 você tem 1 GB de dados e ligações locais ilimitadas. Com mais US$15 ligações internacionais ilimitadas por 30 dias.
- Outra opção é Celtravel. Você compra o chip, recebe em casa e paga US$4 por dia com ligações ilimitadas. Veja o site: aqui

Só faça ligação pelo telefone do hotel em última hipótese. É um absurdo.

O Skype (Skype.com) oferece ligações gratuitas para outros usuários do Skype ou chamadas para telefones fixos ou celulares por tarifas baixas, bastando comprar créditos antecipadamente.
O Viber (viber.com) também é prático. Você liga de graça para quem também tem o aplicativo.

Chip USA
Acesse o site Readysim e veja um plano adequado para a sua viagem.  Falam em melhores preços das operadoras AT&T e T-Mobile e mandam o chip para o seu endereço no Brasi.
Outras opções:
- Chip da empresa MaxRoam. Ele vai funcionar em 230 países automaticamente, com preços muito próximos dos praticados pelas operadoras locais, inclusive pós-pagos. Você compra via internet e recebe pelos Correios. A compra é fácil: você escolhe o seu tipo (SIM - só para celular, para Ipad, internet para celular e até um próprio celular novo com chip) e qual crédito gostaria de ter. Dá para calcular mais ou menos as tarifas que você vai pagar através do site, bastando informar para onde vai viajar (“I’m Roaming In”) e para onde vai fazer a maior parte das ligações (“I’m calling to”).
Você pode acompanhar toda a sua movimentação online com um extrato detalhado na sua conta, como duração, número e valor de cada chamada, atualizado automaticamente e em tempo real. E ainda pode comprar números locais por períodos limitados de tempo.

Aplicativos
- Os aplicativos para smartphones que funcionam com o sistema VoIP (Voice Over Internet Protocol) são o meio mais econômicos de fazer ligações internacionais. Eles funcionam melhor com wi-fi, mas também podem ser usados com 3G, dependendo da qualidade da conexão de dados.
- O Skype (Skype.com) oferece ligações gratuitas para outros usuários do Skype ou chamadas para telefones fixos ou celulares por tarifas baixas, bastando comprar créditos antecipadamente.
- O Viber (viber.com) também é prático. Você liga de graça para quem também tem o aplicativo.
- O aplicativo WhatsApp é a melhor opção atualmente. No hotel (solicite a senha na portaria), nas redes Mcdonalds e outros locais obtenha o Wifi e pronto, está conectado. Veja aqui locais com Wifi grátis. Se a sua versão foi a mais atualizada poderá fazer ligação gratuita para outro celular nas mesmas condições (que maravilha).
Você pode compartilhar a conexão do seu celular para acesso a internet por outro celular de pessoa que lhe acompanhe na viagem, com um único chip, através do Acesso Pessoal.

Brasil direto - Embratel
A Embratel (embratel.com.br) tem um serviço de ligações internacionais a cobrar ou por cartão, com assistência em português.
Fale do exterior como se estivesse no Brasil:
- Ligações diretas ou com o auxílio de um operador da Embratel.
- Você pode ligar de qualquer telefone: fixo, celular ou orelhão.
- As ligações podem ser pagas na conta do seu telefone fixo no Brasil.
Quando estiver em um dos países abaixo, ligue:
Estados Unidos – 1 800 283 10 55 – 1 800 344 10 55 – 1 800 745 55 21

Conexão WI-FI paga
Muitas operadoras oferecem planos com internet wi-fi, nos quais você paga para se conectar o hotspots. A Boingo (boingo.com) é uma das gigantes do negócio, com mais de 1 milhão de hotspots espalhados pelo mundo. Para usá-los você precisa contratar um plano (preços começam em US$7,95). Baixando o aplicativo da empresa você é avisado toda vez que há uma conexão disponível por perto.

Atenção para o seu celular no embarque em voo direto para os Estados Unidos
Desde 06 de julho de 2014, a TSA (agencia de segurança dos USA) passou a ver em qualquer aparelho eletrônico um potencial disfarce para bomba. Aeroportos de países com voos diretos para os USA foram orientados a exigir que os passageiros liguem seis aparelhos no embarque, provando que são o que aparentam ser. Se o seu celular estiver descarregado, você viaja, mas ele fica. A ANAC ainda não foi notificada e a regra também não vigora nos voos internos dos USA, mas telefones já foram retidos no Oriente Médio e na Inglaterra. LEVE O SEU CARREGADOR.

Bagagem
Bagagem de mão adequada para ser transportada no compartimento fechado por cima do lugar do passageiro ou por baixo do assento, com dimensões máximas de 110 cm: 55x35x20 cm.
Classe Econômica: 1 peça até 5 kg; Classe Executiva: 2 peças com peso total de 10 kg.
A franquia de bagagem despachada gratuita transportada no porão pode ser estabelecida com base no peso ou no número de peças a transportar.
Seguindo normas internacionais para as condições de Segurança e Saúde no Trabalho, as Companhias aéreas não transportam malas/volumes com mais de 32 kg. Volumes com peso maiores têm de ser transportadas como carga.
Consulte o site da empresa aérea, pois os pesos podem variar, principalmente se a Companhia do voo interno for diferente da que você fez o voo internacional.
Identificar as malas, por dentro e por fora, com nome, endereço completo e telefones no Brasil e em seu destino.
Se for viajar acompanhado, colocar em cada mala roupas dos dois viajantes. Caso uma seja extraviada haverá roupas para os dois.
Medicamentos – Levar na mala de mão os necessários para usar durante a viagem. Demais na mala despachada.

Bagagem de mão – levar um conjunto de roupa para qualquer eventualidade.
Pinças, tesouras, cortadores de unha, cremes, shampoo e perfumes devem estar na mala despachada. Veja abaixo:


Como arrumar a sua mala:

Ver mais informações sobre bagagem na postagem sobre o assunto neste Blog aqui.

Consulado-Geral do Brasil
O consulado brasileiro mais próximo à cidade de Orlando está localizado em Miami: 
3150 SW 38th Avenue - Térreo, Miami, FL, 33146 - Metrorail - Estação Douglas Road

Fuso horário
Em Orlando, a diferença é de duas horas em relação ao horário de Brasília. Se aqui são 11 horas, por exemplo, em Orlando serão 9 horas. Durante o horário de verão brasileiro a diferença passa a ser três horas. Já no inverno brasileiro (horário de verão em Orlando) diminui para uma hora.

Como chegar

Aeroportos

Orlando International Airport (MCO) – o aeroporto recebe cerca de 34 milhões de pessoas anualmente e conta com um sistema informatizado de grande segurança, eficiência e acessibilidade. É o 12º aeroporto mais movimentado nos Estados Unidos e o 21º mais movimentado no mundo. Além dos serviços essenciais das companhias aéreas e dos órgãos públicos, o local permite tranquilidade aos viajantes, pois oferece facilidades como hotel, restaurantes, lojas diversas, bancos e serviços de transporte.
Para mais informações consulte o site: http://pt.orlandoairports.net/

Caso seu voo não seja direto para Orlando, pode fazer conexão é um dos seguintes aeroportos (citamos apenas os principais):

Miami International Airport (MIA) - todos os voos internacionais com conexão em Miami vão descer no MIA, onde são realizados os transmites de imigração. Para maiores informações acesse aqui.

Aeroporto Metropolitano de Detroit (DTW) - importante hub da Delta nos EUA, e se você comprou uma passagem com essa cia aérea, tem grandes chances de fazer uma conexão em Detroit. O aeroporto tem dois terminais que não são interligados: o terminal McNamara, que é o maior, com 121 portões de embarque, e onde chegam os vôos da Delta e suas parceiras do SkyTeam (Air France e KLM Royal Dutch Airlines) e o Terminal North (Norte), com 26 portões de embarque, que é de onde voam todas as demais cias aéreas.

Aeroporto Internacional de Atlanta Hartsfield-Jackson (ATL) - Atendendo a mais de 90 milhões de passageiros anualmente, o aeroporto internacional Hartsfield-Jackson de Atlanta (ATL) é o aeroporto mais movimentado do mundo.
Para viagens dentro dos EUA, todos os voos da Delta partem do terminal doméstico de Atlanta, composto por cinco saguões: T, A, B, C e D. Cada saguão oferece várias opções de restaurantes e compras, além da comodidade e conforto de um Delta Sky Club®.
Para viagem internacional de Atlanta, a maioria dos voos Delta sairá do novo terminal internacional do Maynard H. Jackson Jr., que compreende os saguões E e F.
Monitores de informações de chegadas e partidas estão localizados por todo o aeroporto. Consulte-os para obter as mais recentes informações de voo. Várias opções de estacionamento estão disponíveis no aeroporto, incluindo por hora, por dia, econômico e de transferência.
Para obter mais informações sobre estacionamento e amenidades do aeroporto, visite o site aqui.


Rodovias
Orlando está próximo de diversas cidades. Veja alguns exemplos de distâncias.
Cape Canaveral: Cerca de 1 hora.
Tampa: Cerca de 1 hora e meia.
Daytona Beach: Cerca de 1 hora e 15 minutos.
Saint Augustine: Cerca de 2 horas.
Saint Petersburg: Cerca de 2 horas e 15 minutos.
Sarasota: Cerca de 2 horas e meia.
Naples: Cerca de 4 horas.
Fort Lauderdale: Cerca de 3 horas e meia.
Miami: Cerca de 4 horas.
Key West: Cerca de 7 horas.

De Miami para Orlando: Existem duas opções: Indo pela Florida Turnpike, rodovia pedagiada que corta a Flórida, sendo o caminho mais rápido para se chegar a Orlando. Ou então pela A1A, rodovia litorânea que representa um caminho mais longo, porém mais bonito.
Viajando de carro pela Flórida, utilize um GPS, pois tornará a viagem mais fácil. As rodovias no Estado são muito boas, mas algumas entradas e saídas de acesso podem pregar algumas pegadinhas e o GPS ajuda muito a não cairmos em furadas. Aplicativos de celular também são uma ótima alternativa para ajudar no trânsito, pois, além de indicarem o trajeto, poderão indicar em qual caminho o trânsito estará melhor. 

Trem
É possível fazer uma viagem de Nova York para Orlando de trem. O trajeto passa por cidades como Washington, Charleston, Savannah e Jacksonville e, então, Orlando. O tempo de viagem ultrapassa 20 horasClique aqui para mais informações.

A viagem
Chegue ao aeroporto, tanto na ida e principalmente no retorno, com no mínimo 3 (três) horas de antecedência e vá logo fazer um seu check in e depois localizar o portão de embarque. 
Veja postagem sobre Embarques e Desembarques aqui

Como o voo será longo e cansativo, procure usar roupas e sapatos confortáveis. Leve um agasalho, pois a temperatura dentro da aeronave é baixa e você pode sentir frio. Ao chegar à sua poltrona encontrará um pacote contendo travesseiro, manta e fone de ouvido. Durante o voo, sempre que possível e permitido, levante e ande um pouco, para melhorar a circulação das pernas e pés. Se você é daqueles que não consegue dormir, leve livros, palavras cruzadas, Ipad etc, para que a sua viagem fique mais agradável.
Dependendo do horário do seu voo, será oferecido um almoço ou jantar, acompanhado de bebidas (sucos, refrigerantes, cervejas, vinhos etc). Próximo ao pouso, um lanche será servido.
Se seu voo for com conexão interna (voo doméstico), vão servir apenas bebidas, sendo que refeição terá que ser paga, com cartão de crédito. Antes do embarque compre algum lanche e leve para a aeronave.

Imigração – Alfândega
Acesse o link - aqui e tenha as informações para sua imigração e alfândega nos Estados Unidos.

Como se locomover

Carro
Orlando não é uma cidade para andar a pé, já que as suas vias mais parecem estradas e raramente é possível ir caminhando do seu hotel a um mercado ou farmácia. Exceção ao Hotel Rosen Inn at Pointe Orlando, na International Drive 9000, que tem nas proximidades shopping, restaurantes, pizzaria, Ice Bar, a farmácia/mercado Walgreens e atrações.
É a melhor opção para circular por Orlando e parques, pois as atrações, shoppings, outlets e bons restaurantes são distantes, independente de onde você vai se hospedar. Veja nos links abaixo as opções e preços para alugar um bom carro, com seguro total e GPS. Sem o GPS será difícil circular pela cidade.
Com o carro você vai ter liberdade e conforto para ir a qualquer lugar e cidades próximas, como Miami (400 km).

Dirigir em Orlando é muito simples, pois a cidade é bem planejada e sinalizada e os motoristas respeitam as leis de transito. Em todas as lojas há estacionamento gratuito por perto, porém nos parques o preço pode variar de US$15 a US$20 a diária. Você pode sair e retornar no mesmo dia sem necessidade de pagar novamente.
A carteira de motorista brasileira é aceita nos Estados Unidos, porém precisa ter mais que 21 anos. Até 24 anos algumas locadoras vão cobrar uma taxa adicional.

Para conseguir um menor custo pesquise e compare os preços aqui ou aqui.

Vale a pena também comparar com os preços de agências e operadoras de turismos, que muitas vezes têm preços competitivos por fechar grandes pacotes.
Nos Estados Unidos não existem frentistas nos postos de combustíveis. Se vai pagar em dinheiro precisa ir na loja de conveniência do posto, indicar a bomba que será utilizada e o valor que deseja abastecer. Com o cartão de crédito o pagamento é realizado na própria bomba, basta seguir as instruções que aparecem no visor. No site www.orlandogasprices.com é possível calcular o preço do combustível e as despesas da viagem com esse item.

Taxi
Alternativa para pequenos percursos. O valor por Km rodado é até barato, porém como as distâncias em geral são grandes o valor final fica caro. 
Se ficar hospedado nos hotéis da Disney e se descolar para um dos outlets vai pagar:
Premium Outlets Vineland – US$ 60 a US$ 70, ida e volta.
Premium Outlets International Drive – US$ 100 a US$ 110, ida e volta. 
Dependendo de onde ficar hospedado fora da Disney, terá gastos diários para ir e retornar semelhantes aos citados acima.
Na minha opinião, alugue um carro. Você vai ter liberdade e conforto para ir a qualquer lugar e pagará muito menos. Veja preços nos links citados no item Carro acima.

Transporte Público
Para quem preferir o transporte público, há opções de pagar passagem para uma viagem (US$2), de comprar passes válidos por um dia (US$4.50), sete dias (US$16) e para um mês (US$25). Informações sobre linhas e paradas podem ser obtidas no site www.golynx.com. Outro meio econômico de transporte é o I-Ride Trolley, ônibus urbano semelhante a um bonde que circula pela Universal Boulevard e International Drive das 8 horas às 22:30 horas. Para informações sobre locais de venda e horários, consulte o site www.iridetrolley.com. Idosos e menores de 12 anos desfrutam condições especiais no transporte público.

Motorhome
Para quem quer ir um pouco mais longe, o motorhome (combinação de casa e carro, com aluguel de no mínimo 7 dias) é outra boa opção de locomoção em Orlando. O veículo exige estacionamento especial. O complexo Walt Disney World Resort conta com um camping que possui toda a infraestrutura necessária para receber este tipo de veículo.

Sightseeing Bus
Ideal para a primeira visita a cidade. Se quiser ver a cidade é recomendável os ônibus "hop-on, hop-off". Você pode descer e subir do ônibus quantas vezes quiser. Você economizará tempo com as melhores vistas possíveis de ruas e bairros de Orlando, de dia e à noite.
Além de Orlando as empresas disponibilizam vários passeios para os locais.
Veja abaixo:


Leve em consideração a sua segurança
Ao viajar de ônibus ou andar em locais movimentados, esteja alerta.
Deixe a sua bolsa junto ao seu corpo no ônibus, restaurante ou mesmo taxi.
Ao pendurar seu casaco no cabideiro de um restaurante, certifique-se de não deixar nada de valor nos bolsos do casaco, como seu celular.
Nada de deixar bolsas e carteiras na mesa ou cadeira em qualquer restaurante, inclusive do hotel, para ir se servir.
Sempre esteja ciente das coisas ao seu redor e aja de acordo. Não mexa na sua bolsa, ou conte o dinheiro da carteira no restaurante, durante uma viagem de ônibus ou em pé no meio da rua.
Se planeje para saber onde está indo. Tenha os mapas da cidade em mãos ou faça download para o celular ou tablet.

Dicas
Localize supermercados próximos ao seu hotel, onde você pode comprar água, sucos e lanches baratos e levá-los. Os preços nos hotéis são abusivos.
Não mantenha o contato visual com estranhos no transporte público, pois isso é considerado deselegante. Conversas altas também são irritantes para os outros passageiros, bem como conversas no celular.
Levar a mochila nas costas também é deselegante nos trens: leve nas mãos, ponha no chão aos seus pés, ou virada para frente no seu corpo.
Certifique-se de escolher um hotel com um bom sistema de ar condicionado, durante o verão, já que muitos quartos de hotel não possuem ventilação.
Pare num jornaleiro e compre algumas revistas. Elas são ótimas para ter uma ideia do que está acontecendo atualmente na cultura
Veja na recepção do hotel revistas e folders que vão lhe ajudar nos passeios.

Outras informações

Banco do Brasil
Endereço: 5475 International Dr, Orlando
Banco do Brasil Servicing Center 
Endereço: 8325 S Park Cir #140, Orlando
Telefone:+1 407-608-1600

Telefones emergenciais
Ambulância, polícia, bombeiros - 911

Hospitais
Florida Hospital Orlando – Tel. (407) 303-6611
Sand Lake Hospital – Tel. (407) 361-8500
Health Central – Tel. (407) 296-1000
Arnold Palmer – Hospital Pediátrico: Tel. (407) 649-9111

Farmácias abertas 24 horas:
O conceito de farmácia para os americanos é diferente dos brasileiros. Vendem de tudo desde medicamentos, alimentos, bebidas e tudo que pensar.
As principais são:
- Walgreen’s
- CVS

Você vai encontrar dezenas delas por todos os locais que passar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens do Blog