quarta-feira, 10 de junho de 2015

Guia de Viagem a Lisboa - Informações e Dicas de Viagem a Lisboa


Lisboa é uma cidade rica em experiências. Uma capital como não há igual no mundo, com muito para dar e um enquadramento verdadeiramente privilegiado. Quem visita Lisboa leva consigo uma bagagem de experiências de todas as naturezas. É também uma cidade de contrastes, onde a modernidade convive com vestígios da História, como um museu vivo. Mas Lisboa não acaba aqui... a poucos quilômetros há localidades que oferecem um mundo de emoções, de forma muito particular. Vizinha de Sintra, capital do romantismo, uma vila habitada por sonhos e autores intemporais, Lord Byron chamou-lhe “paraíso na terra”, um local encantador. Envolta nos mistérios de Mafra e refrescada pela brisa marítima da linha de Cascais, Lisboa é, e sempre foi, uma cidade emoldurada pela História e pela diversidade.

No centro, bem no coração, a cidade milenar, abria no século XV uma porta para o mundo. Hoje é o Terreiro do Paço, outrora a praça do poder onde tudo acontecia e ainda acontece. Este é o ponto ideal para iniciarmos uma viagem à descoberta de Lisboa. Seguindo o rio até Santos, encontramos 1001 formas de viver a noite. Mais à frente em Belém é tempo de redescobrir a História de Portugal, sem esquecer a Lisboa profunda dos bairros históricos, para depois desaguar na nova Lisboa. Convidamo-lo a caminhar pelas ruas por onde cresceu a cidade, conhecer os monumentos que contam a sua História, saber de que são feitos os genuínos “alfacinhas” e a descobrir a modernidade que a projeta no futuro. Prepare-se para uma cidade intensa e surpreendente. Uma cidade de contrastes onde a antiguidade dos Bairros Históricos convive com a modernidade vibrante do lado oposto da cidade, o Parque das Nações.
Cada bairro de Lisboa revela uma cidade diferente. Há o centro histórico, começando na Lisboa fundada pelos fenícios que mais tarde também chegou a ser a judiaria (Alfama), há a Lisboa dos mouros (a Mouraria), a Lisboa boémia (Bairro Alto), a Lisboa elegante da Belle Époque (Chiado) e a Lisboa romântica (Príncipe Real). E há também os bairros mais modernos, desde o início do século XX (Campo de Ourique), aos meados do século passado (Avenidas Novas), e a Lisboa futurista (Parque das Nações). Falaremos, com detalhes, de cada distrito em postagem especifica.

Veja aqui o Mapa dos Monumentos de Lisboa

Clique em "Mais informações"

Planejamento da viagem

Documentação
Para entrada em Portugal, é necessária a apresentação às autoridades fronteiriças dos seguintes documentos:
- passaporte com validade mínima de três meses, que deverá ser contada da data de retorno (e não a de chegada). Se tem pretensão de ficar mais de 90 dias, a validade preferencial é de no mínimo 6 meses e você terá que solicitar a prorrogação em Lisboa;
- voucher (bilhete) da viagem de retorno. Se a sua viagem for prosseguir para outras países poderão ser solicitados os vouchers de ida e volta;
- reservas de hotéis (lá chama alojamento);
- documento comprovando vínculo laboral ou atividade profissional no Brasil (já fomos seis vezes e nunca pediram);
- meios financeiros para suportar a estada, equivalentes a 75 euros por cada entrada em território nacional, acrescidos de 40 euros por cada dia de permanência.
É recomendável tirar duas cópias do passaporte onde constam os dados pessoais e do documento (as três primeiras paginas) e vistos existentes. Uma deve ficar com o companheiro(a) de viagem e outra em local diferente do original. Em caso de perda do original, a cópia vai facilitar a obtenção da autorização para retorno ao Brasil, obtida no Consulado ou Embaixada.

Visto
Para o cidadão brasileiro, não é necessário visto prévio para entrar em Portugal, se o seu período de permanência foi de até 90 dias. A autorização será dada após a entrevista na imigração. Este prazo poderá ser prorrogado em Portugal mediante autorização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, não podendo a prorrogação ultrapassar 90 dias. Para qualquer outra situação é exigido visto aos cidadãos brasileiros.

Seguro de viagem
Por fazer parte do Tratado de Schengen, o seguro de saúde é obrigatório em Portugal, e é preciso comprovar assistência de viagem.
O Tratado de Schengen é um acordo assinado entre países da Comunidade Europeia (Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Finlândia, França, Grécia, Islândia, Itália, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Áustria, Portugal, Espanha e Suécia) que estabelece a obrigatoriedade de que os turistas visitando esses países comprovem possuir uma Assistência a Viagens com valor mínimo de 30.000 para garantir assistência médica por doença ou acidente.
Comprando as suas passagens pelo Cartão VISA (Platinum ou superior), terá direito ao seguro gratuitamente. Entre no link abaixo e preencha as informações para emissão do Certificado de Seguro. É bom imprimir em inglês e português.
Telefone 0800.891.3679 – e-mail benefits@ap-visa.com

Outras opções:
- Sendo cliente do Banco do Brasil, pode fazer com o seu Gerente. O custo é muito baixo.
- empresas especializadas em seguros de viagens:
Acesse o site: Comparador de seguro, antes de comprar.
- não deixe de consultar também agências de viagem, como, por exemplo, a CVC, que fecham negócios com operadoras de seguros e podem fazer preços melhores.
Antes de fechar negócio, leia a proposta e confirme se as coberturas atendem ao Tratado de Schengen.

Vacinas
Não é necessário quaquer tipo de vacina para entrar em Portugal. O Certificado Internacional de Vacinação contra a 'Febre Amarela' é requerido apenas quando o visitante vem de uma área infectada.

Passagem
Para obter melhores preços, faça a sua reserva com antecedência de 60 a 90 dias, principalmente se sua viagem é para época de alta estação.
Tenha cuidado com passagens muito baratas, pois pode significar várias conexões, tornando a sua viagem cansativa, sem falar na perda de tempo.
Importante: Se a sua viagem for com conexão em outro país, observe um tempo mínimo de três horas entre os voos. Você terá que passar pela imigração, alfândega, retirar as bagagens e fazer novo embarque. É melhor aguardar um pouco no free shop do que ter que pagar uma hospedagem e nova passagem.
Informações de aeroportos que você pode utilizar:
Portugal/Lisboa: http://www.ana.pt/pt-PT/Aeroportos/Lisboa/Lisboa/Partidas/InformacoesdeVoos/Paginas/Partidas-em-tempo-real.aspx
Espanha/Madri - Barajas: http://www.aeropuertomadrid-barajas.com/

Hospedagem
O centro é de longe a melhor opção de hospedagem em Lisboa, e também a região com maior número de hotéis da capital portuguesa. Só o Booking (Veja neste Blog) lista mais de 450 opções, entre hotéis e hostels, lugares simples e luxuosos. A cidade recebe milhares de turistas com os mais variados orçamentos, que buscam ficar bem no meio do burburinho da cidade.
Para obter melhores preços, faça reserva com no mínimo dois meses de antecedência.
Os preços de hotéis em cidades turísticas são sempre maiores nos finais de semana. Quanto você pede um orçamento que inclua sexta, sábado e domingo o preço informado é uma média do período.
É importante confirmar, diretamente com o hotel, a reserva com 20 dias de antecedência da viagem. Telefone ou mande um e-mail.

Quando ir
Cada mês tem o seu charme, porém os melhores meses vai de abril a setembro (primavera / verão). Nem muito frio, nem muito calor.

Quanto tempo ficar
Em uma semana é possível conhecer as principais atrações, caminhar por diversos bairros, visitar Fátima, Sintra, Cascais, Nazaré, Alcobaça, Porto etc.

Língua
É uma das vantagens de Portugal. Falamos a mesma língua, com pequenas diferenças em algumas palavras.

Quanto levar em dinheiro / cartões
A moeda de Portugal, e de mais 14 dos 27 países membros da União Europeia, é o Euro (€). As notas são de 5, 10, 20, 50, 100, 200 e 500. Já as moedas são de 1 e 2 euros, 1, 2, 5, 10, 20 e 50 cents.
Todos os bancos e muitos hotéis fazem o câmbio de moedas estrangeiras, mas estes aplicam as piores taxas, enquanto os bancos cobram uma porcentagem razoável pela troca. 
Os custos de uma viagem para Lisboa dependem de diversos fatores, muitos deles completamente subjetivos. Ou seja, quem pergunta deve ter em mente os objetivos de sua viagem. Há quem vá para Lisboa e gaste o mínimo: um sanduíche no supermercado, uma garrafinha de água para o dia inteiro, duas passagens de metrô e uma diária de albergue. Por outro lado, tem quem despenda dez vezes mais, com hotel caro, refeições em belos restaurantes e corridas de táxi. Podemos estimar, sem considerar extravagâncias, com hotel pago e cartão de Metrô carregado para uma semana, €70,00, por pessoa, por dia, como factível para refeições, umas cervejinhas, vinhos, quando frio, e atrações.
Desbloquear cartões de crédito para uso no exterior, antes da viagem, e anotar os números e telefones das pessoas de contatos, ou tirar cópias dos mesmos. Deixar uma cópia em casa e outra em local diferente do original durante a viagem. Muito cuidado com os cartões, pois o chip e senha muitas vezes não são requeridos no exterior. Em caso de perda, pode ser utilizado facilmente por outra pessoa.
As compras com o Cartão de Crédito, Débito ou com Travelcards, serão taxadas em 6,38% de Imposto sobre Operações Financeiras – IOF. Se o valor do câmbio para compra de euros no Brasil for vantajoso (compare com o câmbio oficial), utilizar dinheiro em espécie é recomendável para turistas brasileiros, principalmente depois do aumento nas taxas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nas compras com cartões. Deve-se, entretanto, observar os cuidados necessários para transporte e manuseio da moeda.
Dica: Compre uma pequena pochete doleira, coloque os seus euros e use por dentro da calça (sem moedas para evitar perrengue no raio X do aeroporto.)

Tomada elétrica
O plugue padrão dos aparelhos elétricos em Portugal tem dois pinos redondos e é assim:

Além disso, a voltagem é 220V, 50 Hz. Logo, se você quiser levar seus aparelhos elétricos e eletrônicos para Lisboa, precisará de um transformador para a voltagem, exceto para Ipad, notebooks e celulares que são bivolt.

Telefones
Solicitar roaming a sua operadora de telefone celular, para qualquer eventualidade, ou leve o seu celular desbloqueado e ao chegar a Lisboa, compre um chip em uma das lojas da Vodafone do aeroporto (próximo a saída, onde estão os táxis ou no check-in, subindo as escadas rolantes). Na cidade tem várias lojas de diversas operadoras.
Veja aqui o Site da Vodafone.

Tem ainda a opção de ligar Embratel a cobrar pelo celular, fixo ou em qualquer telefone público - 800 800 550.

Só faça ligação pelo telefone do hotel em última hipótese. É um absurdo.

Os aplicativos para smartphones que funcionam com o sistema VoIP (Voice Over Internet Protocol) são o meio mais econômicos de fazer ligações internacionais. Eles funcionam melhor com wi-fi, mas também podem ser usados com 3G, dependendo da qualidade da conexão de dados.
O Skype (Skype.com) oferece ligações gratuitas para outros usuários do Skype ou chamadas para telefones fixos ou celulares por tarifas baixas, bastando comprar créditos antecipadamente.
O Viber (viber.com) também é prático. Você liga de graça para quem também tem o aplicativo.
O aplicativo WhatsApp é a melhor opção atualmente. No hotel (solicite a senha na portaria), nas redes Mcdonalds e outros locais obtenha o Wifi e pronto, está conectado. Veja aqui locais com Wifi grátis.

Bagagem
Bagagem de mão adequada para ser transportada no compartimento fechado por cima do lugar do passageiro ou por baixo do assento, com dimensões máximas de 110 cm: 55x35x20 cm.
Classe Econômica: 1 peça até 8 kg                           
Classe Executiva: 2 peças com peso total de 16 kg
A franquia de bagagem despachada gratuita transportada no porão pode ser estabelecida com base no peso ou no número de peças a transportar.
Seguindo normas internacionais para as condições de Segurança e Saúde no Trabalho, a TAP, por exemplo, não transporta malas/volumes com mais de 32 kg. As malas/volumes com mais de 32 kg têm de ser transportadas como carga.
Identificar as malas, por dentro e por fora, com nome, endereço completo e telefones no Brasil e em Paris;
Medicamentos – Levar na mala de mão os necessários para usar durante a viagem. Demais na mala despachada.
Bagagem despachada – se for viajar acompanhado, colocar em cada mala roupas dos dois viajantes. Caso uma seja extraviada haverá roupas para os dois.
Bagagem de mão – levar um conjunto de roupa para qualquer eventualidade.
Pinças, tesouras, cortadores de unha, cremes, shampoo e perfumes devem estar na mala despachada.
Como arrumar a sua mala


Ver mais informações e regras sobre bagagem aqui - http://borgesviagens.blogspot.com.br/2014/08/bagagens.html.
Consulado brasileiro em Portugal
Praça Luís de Camões, 22 – 1º Andar
1249 – 190 – Lisboa - Portugal
Fax: 21 347 3926
Telefone plantão emergências – 96 252 0581
Site - http://www.consulado-brasil.pt/contatosnovo.htm

Embaixada brasileira em Lisboa
Estrada das Laranjeiras, 144
1649-021  Lisboa   Portugal
Tel: 351. 21 7248510 Fax: 351. 21 7267623

Fuso horário
Lisboa está 3 horas à frente do horário de Brasília. Veja o aqui Post sobre Fusos Horários.
Imigração
A fila de imigração normalmente é separada em duas, são elas:
- Passaportes da União Europeia (EU).
- Todos os outros passaportes.
Sendo o seu passaporte brasileiro entre na fila única e aguarde sua vez.
Não falar ao celular, evitando ser chamado a atenção.
Apresentar ao Oficial da Imigração o Passaporte e o formulário de imigração, que será entregue durante o voo e deve ser preenchido ainda no avião. As perguntas são todas simples. Ainda no Brasil, veja no site do hotel o endereço e guarde para preencher no formulário.
Algumas dicas:
 - Retire seu passaporte de qualquer capa protetora que esteja usando. Muitos oficiais não gostam de recebê-lo assim. Entregue apenas o passaporte e o formulário.
- Leve impressa a reserva do seu hotel e passagem aérea de volta.
- O seguro de viagem, que é obrigatório para entrar na Europa (ver item acima sobre Seguro de Viagem).
- Não entregue nada que não tenha sido solicitado.
- Responda as perguntas diretamente e sem enrolação.
- Familiares poderão fazer a imigração juntos. Amigo, namorado ou qualquer pessoa sem parentesco deverá passar sozinho pela imigração.

Perguntas que podem ser feitas:
Qual o motivo de sua estada – Responder turismo / passeio / férias;
Quando tempo pretende ficar – Responder quantos dias;
Onde vai ficar – Informar o nome do hotel e endereço;
Qual a sua profissão – Informar a sua profissão;
Quantos Euros está trazendo – Informar o valor real;

Transporte
A melhor forma de conhecer Lisboa é a pé, de metrô, bonde ou ônibus.
Alugar um carro só vale a pena para quem deseja conhecer as áreas fora do centro de Lisboa. Estacionar na cidade é caro e trabalhoso e o trânsito bastante complicado.

Metrô
Lisboa possui um sistema de transporte muito ágil e prático. Possui somente 4 linhas que se cruzam em pontos estratégicos, o que deixa a viagem mais rápida. Há uma linha de metrô passando perto de todas as principais atrações da cidade.
É preciso comprar um cartão de viagem que pode ser o Viva Viagem (Lisboa Viva) ou 7 Colinas, que custa 0,50€, que pode ser reutilizados durante toda a sua estadia na cidade (validade de 1 ano). É necessário carregá-lo com quantas viagens quiser e utilizá-lo até esgotar os créditos. Os créditos são comprados em máquinas eletrônicas nas paradas ou entradas de cada linha. Elas aceitam cartões, notas e moedas.
Para utilizar é simples: a cada recarga, a máquina irá perguntar se você tem cartão ou não. Se tiver, pressione a tecla “tenho cartão”. A máquina, em seguida, pede para inserir o cartão para depois poder escolher o tipo de recarga. Se não tiver cartão, basta escolher “comprar cartão” e realizar a carga.

Atenção: o cartão é individual e na hora de sair da estação de metrô deve-se passá-lo no leitor para abrir a catraca. Só pode ser recarregado com um meio de transporte por vez. Se você for  no mesmo dia andar de metrô e trem, só poderá carregar o cartão com viagens de metrô, porque para carregar com as viagens de trem, o cartão precisa estar zerado. Não se podem misturar os diferentes transportes. Então, tenha no mínimo dois cartões (um para trem e outro para ônibus).
Infelizmente, não tem como comprar bilhete avulso sem comprar o cartão. Mas existe um cartão diário que custa 5€ que permite utilizar por 24 horas o metrô, o elétrico e os ônibus. 
O bilhete avulso, quando comprado dentro do elétrico, cada viagem custará 1,15€, portanto uma ida e volta até Belém já sai 2,30€, e cada viagem no metrô carregando o cartão “Viva Viagem” custa 1,25€. O bilhete diário é vantajoso quando fizer 4 ou mais trajetos com transporte público no mesmo dia.
Este é o site do Metropolitano de Lisboa: http://www.metrolisboa.pt/, onde você pode conferir os valores das tarifas e escolher o melhor cartão para seu tipo de viagem.

Ônibus e bondes
A CARRIS oferece diversos serviços de transporte em Lisboa, numa rede com 677 km de extensão. Dispõe de:
- um serviço diurno de autocarros (ônibus), elétricos (bondes), ascensores e um elevador;
- um serviço noturno, a Rede da Madrugada, que funciona todos os dias com tarifário regular;
- serviços especiais para Clientes de mobilidade reduzida, serviço Bike Bus, Net Bus e Mob Carsharing;
- serviços turísticos, com circuitos realizados pela Carristur.
É importante manter o bilhete sempre à mão durante a viagem, pois inspetores costumam checar e aplicam multas em quem não apresentar.
Veja informações sobre percursos, bilhetes, serviços etc de ônibus e bondes - aqui

Elétrico 28 (bonde)
A melhor forma de sentir o espírito lisboeta é atravessar a cidade no 28. Viajar no elétrico é ser transportado no tempo e deslizar pela cidade tal e qual como fazem há mais de 100 anos os seus habitantes. O trajeto da linha 28 é o mais emblemático de Lisboa e passa calmamente pelos lugares que não podem ser esquecidos para quem visita a cidade. Começa nos Prazeres, desce até à Estrela, onde se observa a imponência da Basílica e logo mais abaixo a Assembleia da República. Numa viagem com tempo para observar o movimento das ruas até ao Chiado, os teatros e a vida na cidade como ela é, sempre com o rio Tejo em pano de fundo. Durante a descida até à Baixa, um verdadeiro centro comercial ao ar livre, o elétrico passa pelo Arco da Rua Augusta, a porta de entrada da cidade, e segue caminho pelas ruas esguias da Lisboa antiga, passando pela velha Sé e pelos os miradouros, que nos oferecem uma vista privilegiada de Lisboa. Próxima paragem: Graça, também com o seu miradouro, tal como o da Senhora do Monte. Depois é só deixar-se andar na linha até ao Martim Moniz, o ponto de encontro de todas as culturas.

Taxis
Os táxis em Lisboa são beges e têm geralmente a palavra TÁXI no topo. A viagem começa com um valor base de, aproximadamente, 2 Euros e a partir daí o valor é calculado por um taxímetro. No entanto, o preço da rodada é bem mais caro que os bilhetes de ônibus e metrô, sem contar o trânsito nos horários de pico, o que pode aumentar o valor final. Você deve utiliza-lo na madrugada, quando o metrô já não funciona, e é mais seguro que ficar aguardando um ônibus e depois caminhar para o hotel.
Certifique-se de não esqueceu nada no veículo, uma vez que é praticamente impossível encontrar o mesmo táxi segunda vez e, mesmo que o encontre, dificilmente reaverá as suas coisas.
Há pontos de taxis espalhados por toda a cidade.
Os taxis cobram por mala transportada e não há necessidade de gorjeta.

Comboios (trens)
A CP (empresa de comboios) conta com uma rede nacional de linhas que cobre praticamente todas as zonas de Portugal. As cinco linhas principais levam-no a Sintra, Azambuja, Cascais, Sado e Porto/Aveiro. Os bilhetes podem ser comprados nas bilheteiras das respectivas estações e em máquinas de venda automática. É muito importante que não tente viajar sem bilhete ou arrisca-se a pagar uma elevada multa. A estação de Santa Apolónia é o ponto principal de partida de Lisboa para outros destinos internacionais e para o norte de Portugal. Os comboios que saem da estação do Rossio vão até Sintra, ao passo que os de Cascais e Estoril partem do Cais do Sodré.
O acesso à pitoresca Costa Azul é feito a partir da estação de comboios do Barreiro, que fica do outro lado do rio Tejo. Isto significa que precisa fazer o translado para a outra margem.
A Fertagus, uma empresa privada de ferrovias, estabelece a ligação entre as duas margens do rio Tejo, fazendo a travessia através da Ponte 25 de Abril.

Barcos
A Transtejo é a empresa responsável pela travessia fluvial do rio Tejo. Todos os dias, pessoas do outro lado do rio, têm que o atravessar para chegar aos seus postos de trabalho em Lisboa ou nas redondezas. Esta empresa também fornece Cruzeiros no Rio, um serviço turístico que lhe permite apreciar Lisboa a partir do rio. Este é um dos nossos percursos favoritos, especialmente ao fim do dia, quando o pôr-do-sol dá a esta travessia um cunho tão romântico.
Lisboa Card
O cartão "Lisboa Card" atribui um vasto conjunto benefícios ao titular durante o seu prazo de validade. O cartão só é válido depois de assinado e preenchida a data e hora em que vai começar a utilizar o cartão.
Benefícios:
- Circulação Grátis de Metrô;
- Circulação gratuita nos autocarros (ônibus), eléctricos (bondes), elevadores da CARRIS.
- Linha de Sintra - Sete Rios – Oriente;
- Linha de Cascais - Cais do Sodré;
- Entrada gratuita em 25 museus, monumentos e outros locais de interesse;
- 10% a 50% de desconto em locais e serviços de interesse turístico e cultural;
- 5% a 10% de desconto em algumas lojas de artigos genuinamente portugueses;
- Cada adulto detentor de um "Lisboa Card" poder-se-á fazer acompanhar por 2 crianças com idade inferior a 5 anos, sem mais encargos.
Verifique os locais incluídos, descontos e preços - aqui
Para compra do cartão -> aqui

Tax Free
Ver página sobre o assunto http://borgesviagens.blogspot.com.br/p/tax-free-lisboa-portugal.html.

Leve em consideração a sua segurança
- Ao viajar no metrô ou andar em locais movimentados, esteja alerta.
- Deixe a sua bolsa junto ao seu corpo no metrô, restaurante, ou café ao ar livre.
- Ao pendurar seu casaco no cabideiro de um restaurante, certifique-se de não deixar nada de valor nos bolsos do casaco, como seu celular.
- Nada de deixar bolsas e carteiras na mesa ou cadeira no restaurante do hotel, para ir se servir.
- Sempre esteja ciente das coisas ao seu redor e aja de acordo. Não mexa na sua bolsa, ou conte o dinheiro da carteira durante uma viagem de metrô, ou em pé no meio da rua.
- Se você sair do caminho principal, as chances são de você acabar chegando a uma área mais pesada e desprivilegiada do que as partes turísticas da cidade. Se planeje para saber onde está indo. Tenha os mapas da cidade e do metrô em mãos ou faça download para o celular ou tablet.
- É comum, nas ruas do Centro, pessoas bem trajadas, oferendo maconha. Polidamente, desconverse e siga, pois é problema.

Dicas
- Localize supermercados próximos ao seu hotel, onde você pode comprar água, sucos e lanches baratos e levá-los. Os preços nos hotéis são abusivos;
- Não mantenha o contato visual com estranhos no transporte público, pois isso é considerado deselegante. Conversas altas também são irritantes para os outros passageiros, bem como conversas no celular;
- Levar a mochila nas costas não é conveniente em qualquer meio de transporte: leve nas mãos, ponha no chão aos seus pés ou virada para frente no seu corpo;
- No verão, certifique-se de escolher um hotel com um bom sistema de ar condicionado;
- Pare num jornaleiro e compre algumas revistas. Elas são ótimas para ter uma ideia do que está acontecendo atualmente na cultura;
- Veja na recepção do hotel revistas e folders que vão lhe ajudar nos passeios.

Outras informações
Banco do Brasil
Agência Marquês de Pombal
Endereço - Praça Marquês de Pombal, 16 - Código Postal 1269-134 Lisboa
Telefones:
Tel: (351) 21 358 5000 - Middle Office
Tel: (351) 21 330 4247
Fax: (351) 21 316 1105
Horário de Funcionamento - Dias úteis, das 09:00h às 15:30h
E-mail:
lisboa@bb.com.br
Agência Parque das Nações
Endereço - Av. D. João II, Loja G104A - Piso 0 (dentro da Gare do Oriente)
Código Postal 1990- 233 - Parque das Nações - Lisboa
Telefones:
Tel.: (351) 21 358 5000 - Middle Office
Tel.: (351) 21 894 8122
Fax: (351) 21 895 9109
Horário de Funcionamento - Dias úteis, das 10:00h às 17:00h
E-mail:
lisboa@bb.com.br

Telefones emergenciais

Número Nacional de Emergência – 112 (liga-o aos bombeiros, à polícia e aos serviços de ambulâncias).
Polícia: 21 358 83 00
Aeroporto: 21 841 35 00

Hospitais:
Hospital Dona Estefânia: 21 312 66 00
Hospital Egas Moniz: 21 365 00 00
Hospital Santa Maria: 21 793 27 62
Hospital São Francisco Xavier: 21 301 73 51
Hospital São José: 21 884 15 40
Hospital São Luís: 21 321 65 00
Ambulâncias: 808 20 10 68

Farmácias: 800 20 21 34
800 20 21 35
800 20 21 36
800 20 46 13

Bombeiros: 21 342 22 22/21 392 47 00
Cruz Vermelha Portuguesa: 21 303 03 60/3

Perdidos e Achados: 213 427 707
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário