terça-feira, 7 de abril de 2015

Guia de Viagem a Buenos Aires - Principais Atrações Turísticas



Descrição: http://institucional.worldstudy.com.br.s3.amazonaws.com/Assets/Destinos/23/M_4bb363f747b09b6.jpg
Para conhecer a história da cidade, dirija-se ao Centro, à famosa Plaza de Mayo. Dois bairros vizinhos e imperdíveis são La Boca, do colorido Caminito, e San Telmo, cheio de antiguidades. Você verá muito tango. Nas ruas, nas pinturas, nos espetáculos. Aproveite para andar no agradável bairro de Palermo, por parques e ruas de bares e lojinhas. Entre uma atração e outra, dedique-se a saborosa gastronomia argentina. Para terminar, tome um cortado em um dos inumeráveis cafés.

Clique em "Mais informações"
Principais atrações turísticas (por ordem alfabética)
Descrição: http://img.visitingargentina.com/imagenes/images/avenida_mayo.jpg
Avenida de Mayo
Esta importante avenida liga a Plaza de Mayo e Plaza Congreso ao longo de um trecho de 10 quarteirões de estruturas que refletem a influência europeia sobre a cidade. Nomeada após a Revolução de Maio de 1810, a rua abriga tesouros históricos.
Na altura do nº 500, a Estação Perú do metrô exibe antigos cartazes publicitários e arquitetura de 1913, quando foi aberta. Vale a pena ir ao mais famoso café argentino, o Tortoni (nº 825, fone 4342-4328, www.cafetortoni.com.ar; 2ª a dom.) ou no tradicional Los 36 Billares (nº 1.265/71, fone 4381-5696, www.los36billares.com.ar; 2ª a dom.). Mais adiante, a arquitetura do Palácio Barolo (nº 1.370, fone 4383-1065, www.pbarolo.com.ar; 2ª e 5ª – visitas guiadas; pago) foi inspirada em a Divina Comédia, de Dante Alighieri.


Descrição: http://www.palermoapartmentsbuenosaires.com/wp-content/uploads/2015/02/obelisco.jpg
Avenida 9 de Julio e Obelisco
Com 140 metros de largura, a avenida corta a cidade do bairro Retiro a San Telmo e é uma das maiores do mundo. Foi batizada com a data da independência da Argentina. No cruzamento com a Avenida Corrientes, ostenta o Obelisco, com 67,5 metros de altura. A partir daqui, você pode desfrutar de um passeio de dia ou de noite para ver muitos dos marcos turísticos famosos de Buenos Aires, como o Teatro Colón, a Embaixada da França e uma infinidade de esculturas e monumentos nas calçadas.
Descrição: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/39/Avenida_Corrientes_y_Callao.jpg
Avenida Corrientes
Uma das principais avenidas da cidade, cruza com a Avenida 9 de Julio onde está localizado o Obelisco, antes de continuar para o centro de Buenos Aires. Corrientes tem uma forte relevância cultural para os portenhos, com sua enorme variedade de teatros, é considerada a Broadway de Buenos Aires. Esta avenida também é o lar de muitas casas de tango, excelentes bibliotecas e pizzarias italianas.
Descrição: http://www.palermoarthostel.com/wp-content/uploads/2014/04/bosques-de-palermo.jpg
Bosques de Palermo
Também conhecido como Parque Tres de Febrero, os portenhos chamam a maior área verde da cidade (com cerca de 250 mil m2) de Bosques de Palermo. Inaugurado em 1875, o parque engloba o Planetário Galileo Galilei (Av. Sarmiento com a Av. Belisário Roldán, fone 4771-9393, www.planetario.gov.ar; 3ª a dom.; pago) e três belos jardins: o Japonês (Av. Figueroa Alcorta com a Av. Casares, fone 4804-4922, www.jardinjapones.org.ar; 2ª a dom.; pago), o Zoológico (Av. Sarmiento com a Av. Las Heras, fone 4011-9900, www.zoobuenosaires.com.ar; 3ª a dom.; pago) e o Botânico (Av. Santa Fé, 3951, fone 4831-4527; 2ª a dom.; grátis). Ali, também faz parte da diversão andar de pedalinho, patins ou bicicleta. O Rosedal reúne 12 mil rosas e o Patio Andaluz, de 1929 (Av. del Libertador com a Av. Sarmiento).
Descrição: http://www.buenosaires.travel/wp-content/buenosaires_uploads/cabildo.jpg
Cabildo
Nesse local funcionava a sede da administração colonial. A edificação começou a ser erguida no início do século XVIII e recebeu modificações ao longo dos anos. Lá está instalado o Museo del Cabildo y da Revolución de Mayo, com documentos, armas e objetos de época (Calle Bolivar, 65, fone 4334-1782, 3ª a 6ª e domingo; pago).
Descrição: http://farm9.static.flickr.com/8011/7247285104_286751cf2a.jpg
Café Tortoni
Uma verdadeira instituição de Buenos Aires, na Avenida de Mayo, é parada obrigatória para um bom café e um pouco da cultura local. Inaugurado em 1858, já sediou uma associação literária da cidade. Já foi usado como cenário de muitos filmes, e ainda hoje funciona como um ponto de difusão cultural e turística da capital. Vale conferir a agenda do local para assistir a uma performance de diferentes artistas de tango e jazz que passam por seus palcos.


Descrição: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/8/8e/Calle_Florida,_Buenos_Aires.jpg
Calle Florida
O longo calçadão do bairro Retiro, que começa na Avenida de Mayo e prolonga-se por menos de um quilômetro até a Plaza San Martin, tem lojas, centros comerciais, artistas de rua e ambulantes. Na esquina com a Avenida Córdoba fica o tradicional shopping Galerias Pacífico (fone 5555-5110, www.galeriaspacifico.com.ar; 2ª a domingo), com 150 lojas em 11 mil m2. Declarada Monumento Nacional, a construção tem vários murais. Há audioguias disponíveis em português com explicações sobre a história do prédio e seus murais. No edifício funciona ainda o Centro Cultural Borges (fone 5555-5358, www.ccborges.org.ar; 2ª a domingo; pago), com espaço dedicado ao escritor Jorge Luis Borges, espetáculos e exposições.
https://images-blogger-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/proxy?url=http%3A%2F%2Fodstatic.com%2Fcanalviajes.com%2FCaminito-590x442.jpg&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*
Caminito
A Rua-Museu, com 100 metros de comprimento, está cercada pelos típicos cortiços de la Boca. Nomeado após um famoso tango composto pelo renomado cantor Carlos Gardel, é basicamente um museu do tango ao livre. Suas ruas de paralelepípedos, casas coloridas e obras de arte originais em todo o bairro formam uma visão incomum. Restaurantes tradicionais apresentamm shows de tango ao vivo, onde dançarinos e músicos mostrar seu talento. Uma visita ao Caminito não pode ser deixada de fora em sua viagem a Buenos Aires. Visite os ateliês da vizinha Calle Magalanes.
A feira de Caminito funciona todos os fins de semana, das 10:00 às 18:00 horas e reúne numerosos artistas plásticos que expõem e vendem suas obras junto aos bailarinos e cantores de tangos preparados para entreter aos visitantes. Também existe no local, há 24 anos, uma feira de artesanato com mais de 100 artesãos que oferecem seus produtos realizados com os mais diversos materiais e técnicas, como couro, madeira, metais, tecidos, cerâmica, vitrofusão, fileteado e cerâmica manual, dentre outros.
Caminito transformou-se em um dos percursos mais emblemáticos da Cidade e, a partir do ano 1959 é reconhecido como museu a céu aberto, graças às numerosas doações de diversos artistas e ao impulso fundamental do pintor Benito Quinquela Martín, morador do bairro e cujo museu se encontra nas imediações. Está localizado na Avenida Pedro de Mendoza 1800.
https://images-blogger-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/proxy?url=http%3A%2F%2Fbsas4u.com%2Fblog%2Fen%2Fwp-content%2Fuploads%2Fsites%2F2%2F2014%2F02%2Frsz_152ab3b786b6ff.jpg&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*
Cancha de Boca – La Bombonera
O colorido estádio azul e amarelo é um dos monumentos mais famosos de Buenos Aires e atrai milhares de argentinos e estrangeiros que vem à capital portenha. É chamado de La Bombonera devido à sua forma, que lembra uma caixa de bombons. Nos dias em que não há jogos, pode-se fazer um tour pelo Estádio do Boca Juniors, fundado em 1940, time do craque Maradona, ou uma visita ao museu do clube. Na área chamada de La Pasión, telões em 360 graus dão ao visitante a sensação de entrar em campo durante uma partida (Calle Brandsen, 805, fone 4362-1100, www.museoboquense.com; 2ª a dom.; pago).


Descrição: http://www.visittangobuenosaires.com/images/Lindh%20photos/CasaRosada-MVC-329F.JPG
Casa Rosada
Na construção, erguida entre 1873 a 1884, fica a Presidência da Argentina. A Casa de Goberno pode ser vista em tours guiados, com destaque para o pátio do fim do século XIX e para o Salón Blanco, onde são recebidos os chefes de Estado. O museu reúne objetos pessoais e históricos dos presidentes do país. (Calle Balcarce, 50, fone 4344-3804, www.museo.gov.ar/historia; sáb., dom. e feriados; grátis).


Descrição: http://www.welcomeargentina.com/ciudadbuenosaires/imagenes/catedral-j.jpg
Catedral Metropolitana
A igreja atual foi concluída em 1822, no lugar da primeira catedral de Buenos Aires. Observe nas colunas da fachada e, dentro, as pinturas das capelas e do túmulo do general San Martin, herói da independência. Há audioguias disponíveis em português. (Calle San Martin, 27, fone 4331-2845, www.catedralbuenosaires.org.ar; 2ª a dom.; pago).


Descrição: http://www.cementeriorecoleta.com.ar/imagenes_home/cement_banne.jpg
Cementerio de la Recoleta
O Cemitério da Recoleta é o mais antigo e aristocrático da Cidade. Mais do que apenas um cemitério, este famoso marco Buenos Aires é um museu de arte que remonta ao ano de 1800. Em seus quase seis hectares estão sepultados heróis da Independência, presidentes da República, militares, cientistas e artistas. Entre eles, Eva Perón, Adolfo Bioy Casares e Facundo Quiroga. (Junín 1760, fone 4803-1594, todos os dias das 8 às 18horas; Visitas guiadas gratuitas, no último domingo de cada às 14.30horas).


http://www.viajarhoy.com.ar/opencms/export/sites/default/ViajarHoy/Imagenes/Buenos-Aires/congresodelanacion001s6qv7.jpg
Congreso - Palácio
O Palácio Congreso, de pedra cinza, tem uma presença imponente no bairro onde está localizado. É uma área de classe média com grande atividade comercial, o que a torna muito procurada por turistas e portenhos. A Praça do Congresso Plaza, com vários monumentos e esculturas, é o segundo mais importante palco político para os argentinos. Muitos protestos começam ou terminam no Congreso, pela sua ligação a Plaza de Mayo, através da Avenida de Mayo a 10 quarteirões de distância. Localização: Entre Rios / Avenida Callao e Avenida Rivadavia 1700.
Descrição: http://www.revistaenie.clarin.com/rn/edicion-impresa/Edificio-Kavanagh-Monumento-historico-nacional_CLAIMA20130223_0015_14.jpg
Edificio Kavanagh
Idealizado por Corina Kavanagh, uma herdeira de 39 anos que tinha o sonho de construir uma torre luxuosa de 120 metros de altura. Foi o primeiro arranha-céus portenho, contemporânea à construção do Rockefeller Center de Nova York, mas cujo destino seria o de edifício de aluguel. Tinha a pretenção de ser a estrutura de concreto armado mais alta do mundo. A senhora Kavanagh encomendou o edifício mais alto da América Latina para os arquitetos Gregorio Sánchez, Ernesto Lagos e Luis De la Torre, que foram enviados a Nova York para observarem alguns famosos arranha-céus como o Empire State, Chrysler e o complexo Rockefeller Center. Desde sua inauguração em 1936, é considerado um ícone da modernidade de Buenos Aires e apogeu do orgulho cosmopolita da arquitetura argentina. Esta localizado no bairro do Retiro, no cruzamento das ruas Flórida e San Martin.


https://images-blogger-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/proxy?url=http%3A%2F%2Fmedia.buenosairesherald.com%2Fimagenes%2F%2F201106%2F71690_30_184432.jpg&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*
Estádio de River Plate
Conhecido como "El Monumental", inaugurado em 1938 com uma capacidade para 70.000 espectadores, foi um dos primeiros grandes estádios da América do Sul. O Clube Atlético River Plate foi fundado em 25 de mayo de 1901 no bairro de La Boca. Lá nasceu "La Banda Roja". Depois, o clube mudou-se a Palermo e mais tarde a Belgrano. O clube River Plate conta com instalações de primeiro nível, um museu interativo de 3.500 metros quadrados e uma piscina olímpica com teto. São praticadas mais de 60 atividades esportivas, sociais e culturais. O Monumental é sede oficial dos jogos da Seleção Nacional Argentina. Também é sede dos principais test-matches de Los Pumas e de históricos recitais como The Rolling Stones, U2, Amnesty International, Madonna, Guns´n Roses, entre outros. ( Av. Figueroa Alcorta 7597; fone 4789 1200).


https://images-blogger-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/proxy?url=http%3A%2F%2Fwww.prohomepropiedades.com.ar%2Fimagenes%2Fmataderos.jpg&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*
Feria de Mataderos
Criada em 1986, é um lugar ideal para aprender sobre a vida dos gaúchos, comer carne, comprar artesanato e ver espetáculos folclóricos. Acontece somente aos domingos a partir das 11:00 até às 20:00 hs. Em janeiro e fevereiro (verão), somente aos sábados à noite. Está localizada no bairro do Mataderos(Matadouro), a 45 minutos do centro da cidade, e é realizada na arcada do antigo mercado e matadouro público.


http://fotos.agendacultural.buenosaires.gob.ar/paseo-porteno-de-las-colectividades/imagegallery/3519-colectividades.jpg
Paseo Porteño de las Colectividades (Passeio Portenho das Comunidades)
No local conhecido como o Pátio dos Leiteiros, uma estação de trem onde o leite chegava proveniente dos campos do interior do país, o Governo criou o passeio Portenho das Coletividades (Comunidades), uma feira que acontece no primeiro domingo do mês e onde a comunidade mostre sua gastronomia, artesanatos típicos e tradicionais. Entre as comunidades presentes se encontram a Armênia, a Baviera (Alemanha), a Bielorrússia, a Bolívia, o Brasil, o Chile a Colômbia, a Croácia, a Dinamarca, diversas localidades da Espanha, a Grécia, várias regiões da Itália, o Japão, o Líbano, a Turquia, a Ucrânia, Rússia e a Síria.
O mercado ao ar livre tem também shows de música e dança, corridas de “sortija”, todo tipo de comida típica do interior e o maior no artesanato indígena e “gaucho”.


https://c1.staticflickr.com/3/2421/3793358672_3ebc20fb18.jpg
Jardín Botánico
Monumento nacional projetado e construído no final do século XIX pelo paisagista francês Carlos Thays, com incontáveis espécies de plantas, belas esculturas e jardins de inverno. Atualmente ocupa uma superfície de 70 mil metros quadrados e abriga inúmeras espécies arbustivas, arbóreas e herbáceas distribuídas conforme lugar, origem, família e utilização, jardins de estilo e cinco invernadeiros. (Av. Santa Fe 3951, entre as avenidas Las Heras e Santa Fe e a rua República Árabe Siria; segunda a domingo das 8:00 às 18:00horas. Entrada gratuita. Fone 4832-1552).


Descrição: http://www.welcomeargentina.com/paseos/museo_malba/museo-malba-1.jpg
Malba – Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires
Dedicado à arte do século XX, o museu do bairro Palermo, tem mais de 200 obras de artistas como Frida Kahlo, Diego Rivera, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti. (Av. Figueroa Alcorta, 3.415, fone 4808-6500, www.malba.org.ar; 4ª a 2ª.; pago).
Descrição: http://daleviaja.com/wp-content/uploads/2014/07/Complejo-Hist%C3%B3rico-Cultural-Manzana-de-las-Luces.jpg
Manzana de las Luces
Do tempo dos jesuítas, o complexo tem um claustro de 1730, a Iglesia de San Ignácio – e 1675, a mais antiga de Buenos Aires – e uma rede de túneis construídos a 5 metros de profundidade, entre os séculos XVII e XVIII, para ligar igrejas, edifícios e o antigo forte. A agenda cultural inclui exposições, cinema, teatro e música. (Calle Perú, 272, fone 4342-3964, www.manzanadelasluces.gov.ar; 2ªa dom.; pago).


https://destemperados.s3.amazonaws.com/arquivos/ckeditor/C9Sz1rp4DwPqCZMrcgR/2-mercado-publico-san-telmo-buenos-aires.jpg
Mercado de San Telmo
Ainda se conserva em Buenos Aires o espírito dos primeiros mercados. Próximo ao Obelisco, de fachada tipicamente italiana e interiores amplos, o Mercado do San Telmo é um lugar de encontro diário de moradores do bairro e de centenas de turistas. Pode-se comprar brinquedos antigos, todo tipo de especiarias, patês patagônicos ou tomar um café de algum país exótico. O Mercado está aberto de segunda a domingo, porém domingo é o de maior movimento. Sábado é a melhor opção para passear e comprar (só com dinheiro).
A Feria de Dorrego está localizada no centro histórico de San Telmo, oferece uma das experiências mais autênticas para os turistas e portenhos. Aos domingos é ocupada por uma feira de antiguidades e artesanatos. Também é possível tomar aulas de dança de tango no centro da praça. Está localizada entre nas ruas Defensa e Humberto Primo.
Descrição: http://www.smartweek.it/wpsw/wp-content/uploads/2014/05/museo_beatle_303777-240.jpg
Museo Beatle
Segundo o Guinness, o maior colecionador de artigos dos Beatles é o argentino Rodolfo Vásquez. Ele juntou, desde os 10 anos de idade, mais de 7.700 objetos (falam em 8.500) e é o proprietário do Museo Beatle. Aberto em 2001, é o maior museu sobre o Fab Four fora de Liverpool e único do gênero na América Latina, com cerca de 2 mil objetos em exposição rotativa. Fotos, registros, autógrafos, discos de ouro, roupas, relógios, pratos, bonecos e outras quinquilharias integram o impressionante acervo.
Quer saber mais? O Museo Beatle está localizado no Complexo La Plaza, próximo ao Obelisco, onde também funciona o “The Cavern Club”, uma recriação do pub em Liverpool.
Endereço: Avenida Corrientes, 1660
Telefone: +54 (11) 6320-5300
Segunda a sábado das 10:00 às 24:00 - domingo das 14:00 às 24:00 horas.

 
http://homehotel.files.wordpress.com/2012/08/fachada_del_museo_nueva.jpg
Museo de Arte Popular José Hernández
Instalado em uma bela casa de Palermo Chico, proporciona um panorama do artesanato argentino dos séculos XIX e XX. (Av. del Libertador, 2.373, fone 4803-2384, www.museohernandez.org.ar; 4ª a dom.; pago).


Descrição: http://www.indexarte.com.ar/imgs/lugares/museo-eduardo-sivori.jpg
Museo de Artes Plásticas Eduardo Sívori
Dispõe de mais de 3 mil obras de artistas argentinos, como pinturas, desenhos e esculturas, especialmente do início do século XX. (Av. Infanta Isabel, 555, fone 4774-9452, www.museosivori.org.ar; 3ª a dom.; pago).


Descrição: http://www.museoevita.org/modules/mod_image_show_gk4/cache/sliderhome.slider3bgk-is-108.jpg
Museo Evita
Roupas e outros objetos pessoais e projeções de fotografias e vídeos contam a história de Evita Perón, a mulher mais famosa do país. (Calle Lafinur, 2.988, fone 4807-0306, www.museoevita.org; 3ª a dom.; pago).
https://images-blogger-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/proxy?url=http%3A%2F%2Fv2012.cultura.gob.ar%2Farchivos%2Fnoticias_imgs%2F360_bellas_artes.jpg&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*
Museo Nacional de Bellas Artes
Esculturas de Rodin estão no acervo de mais de 10 mil peças. Inaugurado em 1895, reúne obras de pintores como Renoir, Van Gogh, Monet e Miró. (Av. del Libertador, 1.473, fone 5288-9900, www.mnba.org.ar; 3ª a dom.; grátis).


https://images-blogger-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/proxy?url=http%3A%2F%2Fwww.disfrutabuenosaires.com%2Ffotos%2Ftigre-museo-arte.jpg&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*
Museu de Arte de Tigre
Originalmente construído como um clube social para a sociedade aristocrática argentina, o Museu de Arte Tigre tornou-se um importante ponto de encontro para os ricos e famosos. A bela estrutura está na costa do Rio Lujan, no final do Paseo Victorica, onde você pode participar de muitas atividades ao ar livre.


https://images-blogger-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/proxy?url=http%3A%2F%2Fhomehotel.files.wordpress.com%2F2010%2F10%2Fparque_rivadavia.jpg&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*
Parque Rivadavia
No bairro Caballito, é célebre por sua feira de livros, revistas, estampilhas e discos usados, que funciona diariamente. O parque foi inaugurado em 1928 e construído nos terrenos de um antigo sítio da família Lezica, também proprietária das terras sobre as quais se estabeleceu o Parque Centenário. Ocupa uma superfície de 6 hectares e, como muito dos espaços verdes mais importantes da cidade, foi desenhado pelo paisagista francês Carlos Thays. Aos domingos funciona uma feira dedicada a venda, compra e troca de artigos relacionados com a filatelia e a numismática.


Descrição: http://ciee.typepad.com/.a/6a010536fa9ded970b0191044d691a970c-pi
Plaza de Mayo
A mais antiga praça da cidade tem no meio a Pirâmide de Mayo, monumento à Revolução de 1810 (marco da independência do país). Por sua localização e importância, a praça tornou-se símbolo de manifestações políticas. É lá que se reúnem as madres e abuelas (mães e avós) da Plaza de Mayo, mulheres que seguem buscando informações sobre filhos e netos desaparecidos durante a ditadura militar no país (1976 – 1983). A Plaza de Mayo também é o local da Casa Rosada (Casa Presidencial), o Cabildo (que era a Casa do Governo, durante o período colonial), a Catedral Metropolitana, entre outros magníficos edifícios. Localizada entre Hipólito Yrigoyen 300, Rivadavia 300, Balcarce e Bolívar.


https://images-blogger-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/proxy?url=http%3A%2F%2Fbikingbuenosaires.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F07%2F20140629_141102.jpg&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*
Plaza e Feria Julio Cortázar
A feira marca a diferença na Plaza Cortázar, antes Serrano, localizada no coração do bairro Palermo e centro do que passou a ser conhecido como Palermo Soho, pela quantidade de lojas de roupa e de design de vanguarda que se instalaram nos arredores entre bares e restaurantes. Organizada pela Sociedade de Fomento do Palermo Viejo, a feira funciona todos os finais de semana, das 10:00 às 20:00 horas. Reúne mais de 40 artistas plásticos, que expõem e vendem suas obras na praça, e que foram selecionados por um jurado de notáveis, entre os quais se encontravam os reconhecidos artistas argentinos Alejandro Boim, Juan Doffo, Ana Eckell e Carlos Gorriarena, e os arquitetos Clorindo Testa e Jorge Glusberg.
http://www.buenosairesstay.com/bastay/upload/barrios/belgrano-buenos-aires.jpg
Plaza Belgrano
A praça central do bairro, Plaza Belgrano, está situada ao lado da Catedral de Belgrano conhecida popularmente como "La Redonda" devido à sua forma circular, juntamente com o Larreta Museu de Arte espanhola e o Museu Sarmiento. A praça é um importante ponto de encontro para artistas que vendem artesanato nos finais de semana. Está localizada na Rua Juramento de 2200.


https://wildernessletters.files.wordpress.com/2009/12/dsc036352.jpg
Plaza San Martín
Construída no início do século XIX, tem monumentos em homenagem ao general San Martin (herói da independência argentina) e aos mortos na Guerra das Malvinas, além de árvores como magnólias e jacarandás. Em frente fica o Palácio San Martín (www.mrecic.gov.ar/portal/psm/home.html), de 1909. Do outro lado da Av. del Libertador, vê-se a Torre de Los Ingleses, de 1916. (Entre a Av. Santa Fe, a Av. del Libertador e a Calle Florida).
Descrição: http://www.buenosaires.travel/wp-content/buenosaires_uploads/puente_de_la_mujer.jpg
Puente de la Mujer
Ponte para pedestres e giratória instalada no Dique 3, de Puerto Madero, é um marco contemporâneo projetado pelo famoso arquiteto espanhol Santiago Calatrava. O conceito arquitetônico da obra é um casal dançando tango. Está localizada entre as pontes veiculares que dão para as avenidas Macacha Güemes – Perón e Azucena Villaflor –Belgrano.


Descrição: https://euqueroeviajar.files.wordpress.com/2011/11/plano_costanera_sur1.gif
Reserva Ecológica
Por trás da moderna Puerto Madero encontra-se a Costanera Sur, que se desdobra em uma Reserva Ecológica. É um local tranquilo para quem precisa de algumas horas de paz e sossego em sua viagem a Buenos Aires. Além de admirar a flora e fauna, você pode caminhar ou passear de bicicleta ao longo das trilhas que levam ao Rio de la Plata. Esta localizada na Tristan Achaval Rodriguez Avenue 1500.
https://images-blogger-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/proxy?url=http%3A%2F%2Fwww.buenostours.com%2Fimages%2Fexterior-teatro-colon.jpg&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*
Teatro Colón
Inaugurado em 1908, com a ópera Aida, de Verdi, tem desenhos renascentistas, escada de mármore e capacidade para 2.500 espectadores. Foi reformado e reaberto em 2010. É considerado um dos cinco melhores teatros do mundo, em termos de acústica, tem 8.200 metros quadrados, sete andares e um palco com 20 metros de largura. (Calle Cerrito, 618, fone 5533-5599, www.teatrocolon.org.ar; 3ª a dom.; pago).

Nenhum comentário:

Postar um comentário