segunda-feira, 30 de março de 2015

Guia de Viagem a Buenos Aires - Principais Bairros


Descrição: http://farm9.staticflickr.com/8364/8296760425_99dc12e06a_b.jpg

Muitos são os motivos pelos quais esta é uma das cidades mais atrativas da América Latina e escolhida, em 2013, como o melhor destino turístico da América do Sul, pelos leitores da publicação Condé Nast Traveller. Está repleta de atrações imperdíveis como Puerto Madero, com suas antigas docas recicladas, Recoleta e Retiro, elegantes em suas ruas e edifícios, San Telmo, espelho da antiga Buenos Aires, Palermo, moderna no design e gastronomia, a Plaza de Mayo, centro dos acontecimentos históricos e políticos do país, La Boca, do colorido Caminito e La Bambonera, estádio do Boca Juniors.

Como a cidade é plana, uma boa opção para conhecer as áreas turísticas é fazendo o passeio a pé e por conta própria.

Clique em "Mais informações"


Principais Bairros
A cidade de Buenos Aires está dividida em 48 bairros, porém trataremos neste Blog apenas dos que consideramos fundamentais para o turismo.
Descrição: http://www.latidobuenosaires.com/abasto-shopping.jpg
Abasto
A estação de Carlos Gardel já dá uma prévia de como vai ser o passeio por este bairro. Ele exibe em murais o cantor de tango e o fileteado, técnica de pintura cheia de cores e curvas. Você pode começar a visita pela Calle Jean Jaurès. Vá ao Museo Casa Carlos Gardel (nº 735, fone 4964-2015, www.museocasacarlosgardel.buenosaires.gob.ar; 4ª a 2ª; pago), onde morou de 1927 a 1933, e ao Paseo del Fileteado (nº 700), com casas de fachadas decoradas pelo estilo. Artistas de rua apresentam espetáculos de tango na Pasaje Carlos Gardel nos fins de semana. No bairro fica ainda a Pasaje Zelaya, cujas paredes têm imagens do cantor e de partituras, e o Abasto Plaza (Av. Corrientes, 3.190, fone 6311-4466, www.abastoplaza.com), hotel temático dedicado ao ritmo.

Descrição: http://www.buenosairesstay.com/bastay/upload/barrios/belgrano-buenos-aires.jpg
Belgrano
Um bairro residencial no norte que oferece um oásis de tranquilidade e energia comercial. Sua zona residencial é conhecida por abrigar a classe média alta que gosta de viver entre as tranquilas ruas arborizadas. Entretanto é possível encontrar lojas, cafés, boutiques e muito movimento ao longo da Avenida Cabildo.

Descrição: http://i.dailymail.co.uk/i/pix/2012/04/10/article-2127830-12897F74000005DC-305_634x417.jpg
Boca, La
Um bairro de casas construídas com madeiras, placas e telhas de metal, e todas as cores possíveis e imagináveis ao lado do antigo porto de Buenos Aires, La Boca é sinônimo tanto de tango como de futebol. Com suas casas coloridas e tabernas, o bairro mantém sua tradição de tango, a paixão pelo futebol, e também suas raízes italianas. As principais atrações são a La Bombonera, nome do estádio do Boca Juniors, e o El Caminito, uma espécie de rua-museu de grande valor turístico e cultural da cidade e do país.
 
Descrição: http://www.buenosaires54.com/images/barrio-chino-buenosaires.jpg
Barrio Chino
O Bairro Chinês, com diversas etnias asiáticas, incluindo os primeiros imigrantes de Taiwan, que foram seguidos pelos chineses, coreanos e japoneses, e mudaram para a cidade no meio da década de 1980. A área continua preservando sua cultura asiática ao longo do tempo, e inclui uma variedade de supermercados e restaurantes, com seus deliciosos sushi e iguarias raras.

Descrição: http://www.eldiariodebuenosaires.com/files/2013/02/microcentro.jpg
Microcentro
Localizado a leste da Avenida 9 de Julio, avenida mais larga do mundo, o Microcentro está cheio de empresas, sede de bancos, escritórios corporativos internacionais e instituições governamentais.
 

Descrição: http://cdn.olhares.pt/client/files/foto/big/321/3215111.jpg

Palermo
É um dos bairros mais turísticos de Buenos Aires, concentrando pontos de interesse dos visitantes, como os Bosques de Palermo, o Jardim Botânico, o Planetário, o Zoológico de Buenos Aires, o Jardim Japonês e o hipódromo da cidade.
O bairro recebe nomes diferentes de acordo com a zona. Uma pequena área de mansões e ruas arborizadas é chamada de Palermo Chico. Ali, especificamente na Plaza Naciones Unidas, fica a Floralis, uma escultura em forma de flor de 20 metros de altura que se abre quando há sol e se fecha quando ele se vai, e ao lado a Faculdade de Direito da Universidade de Buenos Aires. O lado mais descolado do bairro ganhou o adjetivo viejo e terminou separado em Soho, com ateliês e butiques, e Hollywood, com estúdios, produtoras e restaurantes. Em Palermo Viejo, comece a visita pela Plaza Julio Cartázar, no encontro das Calles Jorge Luis Borges e Honduras. Nos fins de semana, o lugar fervilha. O nome, em homenagem ao escritor argentino, não pegou, e assim ela é conhecida como Plaza Serrano.
 
Descrição: http://www.vamospanish.com/blog/wp-content/uploads/2012/11/Puerto-madero-Buenos-Aires.jpg
Puerto Madero
É um ótimo lugar para caminhar após uma refeição nos muitos restaurantes locais. A Puente de la Mujer é ícone da renovação da área do antigo porto, inaugurada em 2001 no Dique 3, gira 90 graus para a passagem de barcos. Também há dois navios-museus do século XIX: no Dique 3, a Fragata Sarmiento (fone 4334-9386; 2ª a dom.; pago); no Dique 4, a Corveta Uruguay (fone 4314-1090; pago). Ao fundo, atrás dos diques, há 350 hectares de área verde. Trata-se da Reserva Ecológica Costanera Sur (Av. Tristán Achável Rodríguez, 1550, fone 4893-1853; 3ª a dom.; grátis), onde vivem aves, répteis e mamíferos.

Descrição: http://blogviagens.com/wp-content/uploads/2012/02/eva-peron.jpg
Recoleta
É um dos mais charmosos bairros da cidade. Sua principal avenida, a Alvear, concentra butiques de grife. Ao longo dela e nas ruas próximas, palacetes do início do século XX abrigam embaixadas e hotéis. Na Calle Junín estão as principais atrações turísticas do bairro. No Cemeterio da La Recoleta (nº 1.760, www.cemeteriorecoleta.com.ar. 2º a dom.; grátis), estão enterrados escritores, artistas e figuras importantes da história argentina, entre elas Evita. Veja ainda a Basílica Nuestra Senõra del Pilar (nº1.904, fone 4806-2209, www.basilicadelpilar.org.ar; 2ª a dom.; pago), com claustros e museu de arte sacra. Termine o programa com uma passadinha na El Ateneo Grand Splendid (Av. Santa Fe, 1860, fone 4813-6025). Instalada num antigo teatro, a livraria mantém o palco (hoje um café), os camarotes (área de leitura) e a plateia (com estantes de livros).
Lá também estão a Biblioteca Nacional, o Centro Cultural Recoleta, o Museu Nacional de Belas Artes (com obras de Picasso, Goya, Renoir, Rodin, Cézanne etc.), a Feira de Artesanato da Plaza Francia (aos domingos), além de parques e cafés dos mais agradáveis.

Descrição: https://iberospanish.com/wp-content/uploads/2015/01/san-telmo-market.jpg
San Telmo
Concentra casas de tango e antiquários. Aos domingos, a Plaza Dorrego vira uma festa com sua feira e antiguidades. Entre suas ruas mais importantes está a Calle Defensa. No nº 755, El Zanjón de Granado (nº 4361-3002, www.elzanjon.com.ar; dom. a 2ª; pago) é um casarão do século XIX sobre um labirinto de túneis. Tours guiados mostram utensílios como cerâmicas e um complexo sistema de escoamento. Outro local que dá para visitar com guia é a Casa Mínima. Com fachada de 2,3 metros de largura, a construção do século XVIII fica no nº 380 da Pasaje San Lorenzo. No encontro da Calle Defensa com a Av. Brasil, está o Parque Lezama, um grande jardim ao ar livre com anfiteatro, Pátio de Esculturas e um monumento a Pedro de Mendonza, fundador de Buenos Aires.

Descrição: http://gt2a.food305.com/wp-content/uploads/2010/11/el_tigre2.jpg

Tigre (arredores)

Os programas na cidade, a 30 km de Buenos Aires e na última estação do Tren de la Costa, são passeios de barco pelos canais do delta (informe-se em empresas como Catamaranes S.A., fone 4731-0261, www.tigreencatamaran.com.ar) e o Parque de la Costa (fone 4002-6000, www.parquedelacosta.com.ar) com brinquedos e show de mágica. (www.vivitigre.gov.ar).
O Tren de la Costa percorre 11 estações margeando o Rio da Prata, passando por San Isidro (www.sanisidro.gov.ar), a 21 km da capital, uma cidadezinha com praça, catedral e feira de artesanato nos fins de semana (fone 4002-6000; 2ª a dom.; pago).

Nenhum comentário:

Postar um comentário