terça-feira, 18 de novembro de 2014

Guia de Viagem a Itália - Dicas e Informações de Viagem

(Roma - Fontana de Trevi)

A Itália é um país europeu localizado no sul do continente, seu território é banhado pelo mar Mediterrâneo e limita-se ao norte com a Suíça, Áustria e Eslovênia e a noroeste com a França. Possui uma população estimada em 59,8 milhões de habitantes, distribuídos em uma área de 301.268 km². A principal cidade é Roma, sua capital.

Click em "Mais informações", abaixo, e veja tudo sobre a sua viagem para a Itália.
A Itália é um país desenvolvido, ocupa um lugar de destaque no cenário mundial, pois apresenta um dos maiores PIB (Produto Interno Bruto) do planeta, além de integrar os principais organismos internacionais, como o G-8, OMC (Organização Mundial do Comércio), OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e criador da União Europeia.
A topografia do país é bastante acidentada, sendo o ponto mais elevado o Monte Branco, com 4.810 metros de altitude. Há dois vulcões no território italiano, o Monte Etna e o Monte Vesúvio. Existem vários tipos de climas na Itália, com destaque para o tipo continental, altitude e mediterrânico (com verões quentes e secos e invernos frios e chuvosos).
Há uma disparidade econômica dentro do território italiano, que é explicado pelo fato de o norte ser bastante desenvolvido industrialmente, enquanto o sul, bastante agrícola. O país importa cerca de 75% da energia consumida e uma elevada quantidade de matéria-prima. Os principais produtos de exportação italianos são: automóveis (Fiat, Aprilia, Ducati, Piaggio, Ferrari, Maserati, Lamborghini e Pegani), produtos químicos, petroquímicos, produtos elétricos, eletrodomésticos, tecnologia aeroespacial e de defesa, armas de fogo, moda e alimentos. Uma atividade de grande destaque para a economia italiana é o turismo, uma vez que o país possui o maior número de patrimônios mundiais da UNESCO. Esse fator faz com que o país seja um dos principais destinos turísticos do mundo, recebendo anualmente cerca de 37 milhões de turistas.
O povo italiano surgiu a partir da mistura de diversos povos, como os latinos, sabinos, úmbrios, samnitas, oscanos, etruscos, gregos, celtas, além de germânicos, sarracenos e normandos. A língua oficial do país é o italiano, no entanto, outras são faladas pela população, como: sardo, napolitano, vêneto, friulano, francês, alemão e esloveno.

A principal religião do país é o catolicismo romano, mas são praticadas muitas outras, como catolicismo ortodoxo, protestantismo, testemunha de Jeová, judaísmo, islamismo, budismo, sikhs e hinduísmo.

(Fonte: Brasil Escola)

Considerando que o objetivo deste Blog é viagem internacional para turismo, trataremos apenas das cidades e regiões mais importantes da Itália para tal finalidade, qual seja: Roma, Florença, Pisa, Veneza, Nápoles, Toscana e Costa Amalfitana.

A sua entrada na Itália pode ocorrer com imigração, principalmente, em Lisboa – Portugal, Madri – Espanha, Paris - França ou Roma - Itália. Vai depender da sua escolha na compra da passagem.

Consideraremos Roma como a primeira cidade a visitar. Em outros posts falaremos sobre as outras cidades e regiões.

Quando ir

Apesar de possuir quatro estações bastante definidas, Roma tem um clima bastante agradável durante boa parte do ano. As temperaturas disparam no verão e o calor pode ser um pouco desconfortável para longos passeios, especialmente em ruinas ou em locais ao ar livre. O inverno é um pouco frio para os parâmetros brasileiros, mas raramente neva ou a temperatura despenca para abaixo de zero. Mesmo assim, o ideal é sempre levar na mala um casaco mais reforçado.

Concluindo, a melhor época para visitar Roma é na primavera (abril a junho) ou no outono (setembro a outubro), quando o tempo é agradável para explorar a cidade, sem preocupar-se com alterações meteorológicas. No inverno (janeiro e fevereiro), a baixa temporada tem a vantagem de hotéis mais baratos e menores filas nas trações turísticas. Em agosto a temperatura é quase insuportável e a visita deve ser evitada.

Na primavera e outono o fluxo de turistas é menor, os hotéis ficam mais baratos e os preços do comércio, de uma forma geral, são menores.



Comportamento

Há controvérsias. Uns falam que na Itália receber o título de “amigo” é quase tão difícil como conquistar uma medalha de ouro nas Olimpíadas. Outros dizem que os italianos são alegres, dançantes, divertidos, comunicativos. Falam alto, geralmente gesticulam com as mãos, e adoram reunir a família para os tradicionais almoços de domingo. Vaidosos, gostam de se arrumar até para comprar pão.
Como em qualquer lugar, trate bem o italiano e será bem tratado,

Documentação
Passaporte válido por, no mínimo, seis meses contados da data de retorno ao Brasil. Se você ainda não tem passaporte, veja neste Blog os detalhes para obtê-lo.
É recomendável tirar duas cópias do passaporte onde constam os dados pessoais e do documento e vistos existentes. Uma deve ficar com o companheiro (a) de viagem e outra em local diferente do original. Em caso de perda do original, a cópia vai facilitar a obtenção da autorização para retorno ao Brasil, obtida no Consulado ou Embaixada.
Não é necessário visto prévio para entrar na Itália, se o seu tempo de permanência é inferior a 90 dias. A autorização para permanência será dada após a entrevista na imigração.
A isenção de visto de turismo não exime os turistas brasileiros do cumprimento de algumas formalidades de entrada na Europa, a saber:
1) passaporte com validade superior a 6 meses na data da viagem de retorno;
2) passagem aérea de volta confirmada, com permanência máxima de 90 dias;
3) comprovante de hospedagem, reserva de passeios, aluguel de carro, enfim, todo documento que comprove intuito de fazer turismo apenas;
4) seguro de viagem internacional com cobertura mínima de € 30 mil Euros;
5) comprovante de meios financeiros para manter-se lá durante a viagem. De um modo geral, é exigido comprovação de que você tenha no mínimo € 50,00 euros por dia de permanência em cada país, por pessoa.
Passagem
Para obter melhores preços, faça a sua reserva com antecedência de 60 a 90 dias, principalmente se sua viagem será em uma época de alta estação.
Passagens muito baratas significam várias conexões. Como exemplo, uma viagem de 15 horas (Salvador – Madrid - Roma), pode durar 20 (Salvador – São Paulo – Madri - Roma). Confirme os voos com a Companhia aérea 20 dias antes da viagem.
Empresas que voam para a Itália: Alitalia, KLM, Air France, TAP, Air Europa, TAM.
Hospedagem
Para um melhor aproveitamento da viagem, é recomendável hotéis localizados próximos as atrações turísticas:
Centro histórico - O ideal é ficar no centro de Roma, próximo a Piazza di Spagna, Fontana di Trevi, Piazza Navona, Barberini etc, onde tudo acontece e você pode visitar a maior parte dos pontos turísticos e restaurantes, a pé. Vai encontrar hotéis caros e precisa avaliar a relação custo x benefício.
Trastevere - Bairro boêmio da cidade localizado muito próximo do centro histórico com muitos bares e restaurantes e vida noturna agitada. Não tem metrô, mas possui ônibus e metrô de superfície. Basta atravessar uma das pontes e já vai estar próximo as atrações turpisticas.
San Giovanni - Bairro residencial, tranquilo e próximo do centro histórico com vários restaurantes e ruas comerciais (Via Appia Nuova principalmente). Fica a menos de 1,5 km do Coliseu. Existem duas estações de metrô nas redondezas: San Giovanni e Manzoni.
Prati - Tradicional bairro da cidade, onde os romanos também fazem compras, é sempre cheio de gente, principalmente de dia. Tem bastante restaurante por lá, de todos os tipos e preços. Próximo ao Vaticano, do Castel Sant’Angelo e da Piazza del Popolo. Como o Trastevere basta atravessar uma das pontes para chegar no centro histórico. Possui duas estações de metrô: Ottaviano e Lepanto, além de vários ônibus.
Os meios de transporte em Roma não funcionam adequadamente, portanto se você ficar numa zona longe do centro, pode gastar muito com taxi, além de não curtir a atmosfera romana.
Para obter melhores preços, faça reserva com no mínimo dois meses de antecedência.
Os preços de hotéis em cidades turísticas são sempre maiores nos finais de semana.
Só feche negócios após comparar os preços nos sites dos hotéis, nas agências de turismos e nos endereços abaixo:
Veja também as opiniões de outras pessoas que já se hospedaram nos hotéis que está pesquisando, através de sites, como www.tripadvisor.com.
É importante confirmar a reserva, diretamente com o hotel, com pelo menos 20 dias de antecedência da viagem. Telefone ou mande um e-mail.

Seguro de viagem
A Itália integra o Tratado de Schengen, que exige do turista um seguro-viagem com cobertura mínima de 30 mil euros.
O seguro garante assistência médica e odontológica, além de outros serviços adicionais como suporte jurídico, indenização por extravio da bagagem, auxílio em caso de perda de documentos, reembolso por atrasos ou cancelamentos de voos.
Os clientes Visa Internacional, Visa Gold e Visa Platinum estão cobertos pelo seguro de acidentes de viagem. Para ter direito ao seguro, o valor total das passagens (aéreas, marítimas ou terrestres) deve ser pago com os cartões Visa. Para solicitar o seguro ligar para 0800.891.3679 ou enviar e-mail para benefits@ap-visa.com. É necessário confirmar se as coberturas atendem ao Tratado de Schengen.

Tendo conta no Banco do Brasil, pode fazer com o seu Gerente. O custo é muito baixo.
Melhor mesmo é pagar um pouco mais e fazer o seguro com seguradora especializada em viagens internacionais.

Quanto levar em dinheiro / cartões
Quanto levar? A resposta não é tão fácil. Os custos de uma viagem para a Itália dependem de diversos fatores, muitos deles completamente subjetivos. Ou seja, quem pergunta deve ter em mente os objetivos de sua viagem. Há quem vá para Itália e gaste o mínimo: um sanduíche no supermercado, uma garrafinha de água para o dia inteiro, duas passagens de ônibus e uma diária de albergue. Por outro lado, tem quem despenda dez vezes esse valor, com hotel caro, refeições em belos restaurantes e corridas de táxi.
Podemos estimar, sem considerar extravagâncias, com hotel pago e cartão de metrô carregado para uma semana, €100,00 (Euros), por pessoa, por dia, como factível para refeições, umas cervejinhas e atrações turísticas.
Desbloquei cartões de crédito para uso no exterior, antes da viagem, e anote os números e telefones das pessoas de contatos, ou tire cópia dos mesmos. Deixe uma cópia em casa e outra em local diferente do original.
Muito cuidado com os cartões, pois o chip e senha não funcionam no exterior. Em caso de perda, pode ser utilizado facilmente por outra pessoa.
As compras com o Cartão de Crédito, Débito ou com Travelcards, serão taxadas em 6,38% de Imposto sobre Operações Financeiras – IOF.
Se o valor do câmbio para compra de Euros no Brasil for vantajoso (compare com o câmbio oficial), utilizar dinheiro em espécie é recomendável para turistas brasileiros, principalmente depois do aumento nas taxas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nas compras com cartões. Deve-se, entretanto, observar os cuidados necessários para transporte e manuseio da moeda.

Tomada elétrica
A tomada italiana lembra muito a antiga tomada brasileira para plugues redondos. O padrão é 220-240v, o mesmo utilizado em boa parte dos estados brasileiros.

Os plugues brasileiros, de ponta redonda, servirão sem quaisquer problemas nas tomadas italianas. Há ainda outra tomada italiana, de três pinos redondos, em linha (sendo o do meio para aterramento).

Tomadas italianas:

http://4.bp.blogspot.com/-ghrR5_R0IjQ/TZ8HJJDkDeI/AAAAAAAAApk/mFOP2N-xxI8/s200/plugmacho.jpg
Dois pinos


http://4.bp.blogspot.com/-UBM-PoCOpx0/TZ8HVGVbTeI/AAAAAAAAApo/OyPFWfX0R1o/s1600/type_l_large.jpg
Três pinos
Nas tomadas da Itália não há entrada para plugues achatados, utilizados principalmente em carregadores de celular. Portanto, compre um adaptador no Brasil e leve. É mais barato comprar aqui.
Idioma

Todas as palavras em italiano são pronunciadas como são escritas, com cada vogal e consoante claramente dita. Apenas a letra “h” é muda, mas modifica o som de outras letras. A letra “c” é forte, como em “casa”, em português, exceto quando seguida por “i” ou “e”, quando se torna tão suave com “céu”. Da mesma forma o “g” é suave, como em “gigante”, quando seguida por “i” ou “e” – giardino, gelati; em outros casos em forte, como na palavra “gás” – gatto.

Fuso Horário
É de + 3 a +5 horas em relação o Brasil, dependendo do horário de verão nos dois países. Vai depender da época da viagem.

Veja arquivo neste Blog sobre o assunto.


Moedas

A moeda oficial da Itália é o Euro. As cédulas de euros são em notas de 5, 10, 20, 50, 100, 200 e 500, e as moedas são nos valores de 1, 2, 4, 10, 20 e 50 centavos e 1 e 2 euros.


Telefones
Solicitar roaming a sua operadora de celular, para qualquer eventualidade, apesar de ser a opção mais cara.
Outras opções:
- Ligar Embratel a cobrar - 800 172 211
- Comprar um chip para ter a comodidade de acessar a internet a qualquer hora do dia e em qualquer lugar.
Várias companhias de telefonia italianas oferecem esse serviço, tais como Vodafone, Wind, Tre e TIM. Se o seu destino for Roma e chegando pela estação Termini (principal estação de trem de Roma), tem a opção de uma loja da TIM que fica no segundo andar, bem ao lado da escada rolante, que oferece diversas opções de planos para turistas e o processo é muito simples (20 euros só ligações, 23 euros internet + ligações). Basta apresentar seu passaporte na loja para comprar o chip (SIM card). Mas é preciso ter um celular desbloqueado e que seja compatível com a frequência GSM 900 e GSM 1800.
Você pode compartilhar a conexão do seu celular para acesso a internet por outro celular de pessoa que lhe acompanhe na viagem, com um único chip, através do acesso pessoal.
Veja outras opções no arquivo sobre o assunto neste Blog.
Bagagem
Bagagem de mão adequada para ser transportada no compartimento fechado por cima do lugar do passageiro ou por baixo do assento, com dimensões máximas de 115 cm: 55x40x20 cm.
Classe Econômica: 1 peça até 8 kg
Classe Executiva: 2 peças com peso total de 16 kg
A franquia de bagagem despachada gratuita transportada no porão pode ser estabelecida com base no peso ou no número de peças a transportar.
Seguindo normas internacionais para as condições de Segurança e Saúde no Trabalho, a TAP, por exemplo, não transporta malas/volumes com mais de 32 kg. As malas/volumes com mais de 32 kg têm de ser transportadas como carga.
Identificar as malas, por dentro e por fora, com nome, endereço completo e telefones no Brasil e na Itália;
Medicamentos – Levar na mala de mão os necessários para usar durante a viagem. Demais na mala despachada.
Bagagem despachada – se for viajar acompanhado, colocar em cada mala roupas dos dois viajantes. Caso uma seja extraviada haverá roupas para os dois.
Bagagem de mão – levar um conjunto de roupa para qualquer eventualidade.
Pinças, tesouras, cortadores de unha, cremes, shampoo e perfumes devem estar na mala despachada.
Ver mais informações no arquivo sobre bagagem deste Blog.
Consulados / Embaixada
Embaixada do Brasil em Roma
Endereço: Piazza Navona 14 - 00186 Roma - Italia
Tel.: +39 06 686-3981
Fax: +39 06 686-7858
E-mail: info@ambrasile.it
Consulado-Geral do Brasil em Milão
Endereço: Corso Europa 12, 5° andar - 20122 Milano - Italia
Tel.: +39 02 777-1071
Fax: +39 02 7601-5621 / 7601-5628
E-mail: consolare@brasilemilano.it
Consulado-Geral do Brasil em Roma
Endereço: Via Santa Maria dell´Anima 32 - 00186 Roma - Italia
Tel.: +39 06 688-9661
Fax: +39 06 688-02883
E-mail: consbras@cansbrasroma.it
Embaixada da Itália no Brasil
Endereço: SES, Avenida das Nações, Qd. 807, lote 30 - CEP 70420-900 - Brasília - DF
Tel.: +55 61 3442-9900
Fax: +55 61 3443-1231
E-mail: ambasciata.brasilia@esteri.it
Telefones importantes:
Polícia 112; Bombeiros 115; Ambulância 113.
Imigração
Com o destino Itália, você pode fazer a imigração em um dos aeroportos abaixo:
- Barajas (Madri): Os Oficiais geralmente são desconfiados. Há registros na mídia de vários brasileiros barrados sem explicação neste aeroporto, mesmo preenchendo os pré-requisitos necessários. Voos que partem de Salvador podem entrar pela Espanha.
- Portela (Lisboa): é o maior aeroporto português. Grande escolha dos brasileiros, por causa do idioma. Os oficiais são mal humorados, mas dificilmente barram algum turista. Claro que a primeira impressão conta muito. Infelizmente, em pleno século XXI, a aparência ainda é um fator de preconceito (mulheres sozinhas, negros, pessoas mal vestidas, etc. são focos de rejeição). Voos de Salvador e Recife sempre entram por Lisboa.
- Charles de Gaulle (França): a imigração é muito tranquila. Fique atento, pois é grande os casos de turistas que não tiveram seu passaporte carimbado por puro esquecimento do oficial. Entrar na Europa sem passaporte carimbado pode resultar em sérios problemas futuros. Voos provenientes do Rio de Janeiro e São Paulo fazem conexão em Paris.
- Fiumicino (Roma): a imigração é muito tranquila. Podem até não fazer qualquer pergunta, porém não deixar de ter em mãos a documentação.

Documentação (repetindo):
1) passaporte com validade superior a 6 meses na data da viagem de retorno;
2) passagem aérea de volta confirmada, com permanência máxima de 90 dias;
3) comprovante de hospedagem, reserva de passeios, aluguel de carro, enfim, todo documento que comprove intuito de fazer turismo apenas;
4) seguro de viagem internacional com cobertura mínima de € 30 mil Euros;
5) comprovante de meios financeiros para manter-se lá durante a viagem. De um modo geral, é exigido comprovação de que você tenha no mínimo € 50,00 euros por dia de permanência em cada país, por pessoa.
As filas de imigração são separadas por passaporte Italiano ou União Europeia (EU) e todos os outros passaportes.
Sendo o seu passaporte brasileiro entre na fila para outros passaportes e aguarde a sua vez.
Não falar ao celular é a regra, evitando ser chamado a atenção.
Entregar ao Oficial o Passaporte e o formulário de imigração, fornecido durante o voo, preenchido.
As perguntas do formulário são todas simples. Ainda no Brasil, veja o endereço do hotel reservado e anote, para preencher o formulário de imigração.
Algumas dicas:
- Retire seu passaporte de qualquer capa protetora que esteja usando. Muitos oficiais não gostam de recebê-lo assim. Entregue apenas o passaporte e o formulário de imigração.
- Leve impressa a reserva do seu hotel e passagem aérea de volta.
- O seguro viagem que é obrigatório para entrar na Itália. Você pode viajar com o seguro do seu cartão de crédito.
- Não entregue nada que não tenha sido solicitado.
- Responda as perguntas diretamente e sem enrolação. Seja direto.
- Familiares poderão fazer a imigração juntos. Amigo, namorado ou qualquer pessoa sem parentesco deverá passar sozinho pela imigração.
Perguntas que poderão ser feitas pelo Oficial da Imigração (para tradução em italiano ou outra língua, use o tradutor deste Blog):
- Qual o motivo de sua estada em Roma?
- Quanto tempo pretende ficar?
- Onde vai ficar?
- Você sabe o endereço?
- Qual a sua profissão?
- Quantos euros está trazendo?
Podem ser necessárias apresentar as comprovações e responder o que veio conhecer em Roma.

Chegada de avião
Existem dois aeroportos em Roma:
Leonardo da Vinci – conhecido como Fiumicino, fica a 36 quilômetros a sudeste da cidade de Roma e recebe a maioria dos voos diretos do Brasil e oriundos da Europa.
A maneira para econômica de chegar ao centro da cidade é por trem, até a Stazione Termini. Os trens partem a cada 30 minutos ou 60 minutos e demoram cerca 35 minutos.
Os ônibus partem fora dos horários dos trens e demoram até 50 minutos para chegar às estações Termini e Tiburtina.
Os taxis demoram cerca de 30 minutos a duas horas dependendo do trânsito, e são caros (entre 40 a 50 euros). Só utilize taxis licenciados (brancos e amarelos) ou um veículo pré-pago com motorista disponível na recepção de SOCAT no hall de chegada de voos internacionais.
Ciampino – este aeroporto recebe também voos oriundos da Europa, incluindo a maioria dos voos fretados e de baixo custo. Fica a 15 quilômetros a sudeste da cidade. Conta com boas dependências, porém não tem ligação direta com o centro de Roma.
Para chegar ao centro, utilizar o ônibus COTRAL que leva 15 minutos para estação de metrô em Anagnina, e depois um trajeto de 20 minutos para Termini na linha A do metrô.
Os taxis demoram cerca de 40 e custam em torno de 40 euros.
Chegada de Trem - A maioria dos trens chega e parte da Stazione Termini.
Transporte
Diversas empresas fazem roteiros turísticos por Roma e arredores. Para os visitantes de primeira viagem é recomendável investir neste passeio, pois terá uma visão geral da cidade. Consulte - http://www.turismo-roma.eu/
Carro em Roma é uma fria. O ideal é fazer tudo a pé, no compacto centro histórico, usando o ônibus e metrô para distâncias maiores.
O sistema de metrô de Roma é bastante simples e limitado, pois possui apenas duas linhas (A e B) que se cruzam no Termini. Por outro lado, uma boa parte da cidade, principalmente o centro histórico acaba não sendo muito bem atendida pelo metrô.
Estão em andamento as obras da linha C, com previsão de inauguração para 2015, incluindo novas estações nos arredores da Piazza San Pedro, Piazza Venezzia, dentre outras, além de conexões com as já existentes nas estações do Coliseu e San Giovani. Em função das descobertas arqueológicas não se sabe de fato quando será inaugurada nem se o projeto será modificado.

  
Na região do centro histórico o ônibus e o bonde (tram) são as únicas opções de transporte público já que as estações de metrô são mais afastadas. São diversas as linhas e os pontos de parada são bem sinalizados com letreiros mostrando as rotas das mesmas. Se você prestar bem atenção não terá problemas em se locomover.
É importante fazer um planejamento para ter uma ideia de quantas vezes você precisará utilizar o transporte público, pois dependendo do caso, será mais interessante você adquirir os bilhetes diários do que os avulsos. Veja:
BIT (biglietto integrato a tempo) – 1,50 euro e vale pelo período de 100 minutos a partir da sua validação para um número ilimitado de viagens de ônibus e bonde + uma única corrida de metrô.
BIG (biglietto integrato giornaliero) – 6,00 euros e dura um dia inteiro para número ilimitado de viagens de ônibus, metrô ou bonde até a meia-noite.
BTI (biglietto turístico integrato) – 16,50 euros e vale pelo período de 3 dias a partir de sua validação, para um número ilimitado de viagens de ônibus, metrô ou bonde, até a meia-noite do terceiro dia.
CIS (carta integrata settimanale) – 24 euros e vale para um período de 7 dias, a partir da sua validação, para um número ilimitado de viagens de ônibus, metrô ou bonde, até a meia-noite do sétimo dia.
Os bilhetes podem ser comprados nos guichês ou nas máquinas de autoatendimento das estações, em tabacarias ou diretamente com o motorista do ônibus.
Roma Pass – é um cartão que dá direito a descontos em algumas atrações por dois dias = 28 Euros e por três dias = 36 Euros, com transportes ilimitados:
• Entrada imediata em 2 atrações, dentre as credenciadas;
• Uso gratuito e ilimitado do transporte público;
A partir da terceira atração, ele passa a valer como desconto na compra do ingresso, desde que apresente o cartão e que esteja dentro dos 3 dias de validade.
O passe também dá outras vantagens como: desconto no MET Travel Health (um serviço médico para turistas) e desconto em alguns eventos que estejam ocorrendo na cidade.
As atrações credenciadas são: Coliseu + Forum Romano + Palatino (que conta como uma atração só), Termas de Caracalla, Museus Capitolinos, Mercados de Trajano, Galleria Borghese (agendar com muito antecedência).
Outras atrações, dentro do prazo de validade de 3 dias: Museo della Repubblica Romana e della Memoria Garibaldina, Museo Bilotti a Villa Borghese, Museo Canonica, Museo delle Mura, Museo Napoleonico, Villa de Maxencio.

Banheiros
É uma informação que não consta em blogs ou sites, por parecer irrelevante. Você vai passar um dia inteiro percorrendo atrações e com certeza vai precisar ir ao banheiro.
Veja algumas opções:

- Termini - Terminal de trem e metrô;
- Basílica de Santa Maria Maggiore;
- Igreja San Pietro in Vincoli;
- Mercados Trajano;
- Foro Imperial;
- Monumento a Vittorio Emanuele II;
- Quirinale - Via Setembre;
- Igreja Santa Maria del Popolo;
- Lojas e livrarias.
Podem ser pagos, aceitam doações ou grátis. Pergunte antes.

Compras

Apesar de ser considerada a capital da moda, não espere comprar roupas na Itália com preços similares aos dos Estados Unidos. Excessão se faz em finais de temporada, quando os shoppings e lojas de rua fazem promoções (inverno - janeiro e fevereiro e verão - julho e agosto).
Castel Romano Designer Outlet - fica em Pomezia, um distrito de Roma. Eles têm um ônibus que sai do centro de Roma ou, dependendo, do próprio hotel em que se está hospedado, para levar turistas para lá.
A passagem custa 13 euros por pessoa, ida e volta, e pode-se pagar na hora.
Para mais informações consulte o site oficial do Castel Romano Designer Outlet (em português).

Via del Corso – O primeiro shopping da rua foi a Galleria Alberto Sordi. Hoje é um importante centro de compra. Vale a pena visitar.

Euroma2 – É o maior shopping center da Itália. São quase 300 lojas como, Hollister, Guess, Zara, Swatch, H&M, Benetton etc.
Linha B do metrô até a estação Eur-Fermi e depois ônibus (linhas 070, 700 ou 709) até a parada Colombo / Pacífico.

Piazza di Spagna – Como diz o brasileiro, se você tem “bala na agulha” aqui é o local. Na Via dei Condotti estão algumas das lojas mais chiques de Roma, como Armani, Bulgari, Cartier, Ferragamo etc. Ali próximo, na Via Borgognona ou Via Frattina estão outras lojas como Fendi, Dolce & Gabbana e Versace.

Via Cola di Rienso – Esta é a região onde os romanos fazem as suas compras. Lojas como Tommy Hilfiger, Diesel, Benneton e a loja de departamento Coin, são as queridinhas dos romanos.
Visite também as ruas próximas, como a Via Ottaviano, Viale Giulo Cesare e Via Candia, movimentadas nos finais de semana pelos romanos e turistas.

Via Giubbonari – Roupas com preços baixos, porém não são de “marcas”. No final da rua tem a Piazza Campo de’ Fiori, onde os romanos tomam aperitivo à tarde e à noite.

Mercado de Porta Portese – Todos os domingos, até às 13 horas, o mais famoso mercado de pulgas de Roma, com antiguidades, roupas usadas etc. Entre a Porta Portese e a estação de Trastevere.
Via Appia Nuova - Rua com a maior concentração de lojas de Roma, de todos os tipos.

Atenção para não comprar produtos chineses pensando que são italianos.


Tax Free
É uma forma de reaver uma parte dos impostos embutidos nos preços (máximo 15,5%) durante suas compras na Italia. Para ter direito ao tax free você deve gastar no mínimo 154,95 euros em uma compra num único dia e em uma única loja. Este valor já deve incluir o imposto (VAT). Residentes países da União Européia não tem este direito.
Observe nas vitrines das lojas e nos caixas o adesivo de TAX FREE, ou pergunte ao vendedor.
Quando estiver saindo da Europa, seja na Itália ou em outro país da União Européia, procure no aeroporto o guichê da Global Blue/Taxi Free e apresente suas compras, as notas, os formulários de tax free preenchidos e o passaporte. O reembolso poderá ser em dinheiro ou crédito no cartão.
Como sempre tem filas, chegue ao aeroporto com pelo menos uma hora a mais de antecedência para ter certeza de carimbar os formulários.

Restaurantes

Agata e Romeo
Via Carlo Alberto 45 (06 446 6115/ www.agataeromeo.it). Metro Vittorio/Ônibus 16, 70, 71, 75, 84, 360/bonde 5, 14. Refeições 2ª a 6ª, 13h-14h30 e 19h30-23h30. Fecha 2 semanas ago; 2 semanas jan. Preço médio €80.
Entre os melhores, o cannelloni recheado com ragù de pato branco, uma fina massa caseira gratinada, e a terrine de coda di vaccinara.

Alfredo e Ada
Via dei Banchi Nuovi 14 (06 687 8842). Ônibus 40, 46, 62, 64, 916. Refeições 2ª à 6ª, 13h-15h30, 20h-22h30. Fecha ago; 1 semana dez-jan. Preço médio €20. Não aceita cartão.
Spaghetti aglio e olio e spezzatino di vitello con piselli (cozido de vitela com ervilhas) ou salsiccia con fagioli (salsicha com feijão).

Ar Galletto
Piazza Farnese 102 (06 686 1714). Ônibus 30, 40, 46, 62, 63, 64, 70, 81, 87, 492, 628, 780, H/bonde 8. Refeições 2ª a sáb., 12h15-15h, 19h30-23h. Fecha 10 dias ago. Preço médio €32.
Tem mesas ao ar livre no verão. A comida é totalmente tradicional, mas pratos como penne all'arrabbiata e spaghetti alle vongole são saborosos e, pela localização, têm ótimo preço.

Cecilia Metella
Via Appia Antica 125-129 (06 513 6743). Ônibus 118, 660. Refeições 3ª a dom., 12h-15h, 19h-22h30. Preço médio €40.
Entre as especialidades estão o scrigno alla Cecilia (noodles verdes cozidos em molho de queijo) e o pollo al Nerone (frango flambado). A polenta ai porcini (polenta com cogumelos porcini) também é extremamente saborosa.

Antica Birreria Peroni
Via di San Marcello 19 (06 679 5310). Ônibus 62, 63, 81, 85, 95, 117, 119, 160, 175, 492, 628, 630, 850. Refeições 2ª a sáb, 12h-23h. Fecha 2 semanas ago. Preço médio €16.
Lugar perfeito para um rápido almoço ou jantar. Cinco ou seis pratos quentes de massa ou risoto, salmão, saladas variadas e frios, As salsichas são a atração principal: a casa oferece três tipos diferentes de wurstel no melhor estilo alemão. O cardápio tem quatro cervejas Peroni, incluindo a lager: peça una birra chiara.

Vineria il Chianti
Via del Lavatore 81-82 (06 678 7550). Ônibus 52, 53, 61, 62, 63, 71, 80, 95, 116, 119, 175, 490, 630. Aberto 2ª a sáb., 13h-01h. Refeições 2ª a sáb., 12h30-15h30 e 19h15-23h30. Fecha ago. Preço Médio €22.
Como o nome sugere, vinho, comida e decoração têm um toque toscano. O cardápio típico do almoço apresenta algumas opções de sopas de cereais e de feijão, massas como o papardelle alla lepre (largas tiras de massa em molho de lebre) e secondi de carne, como o abbacchio scottadito (costela grelhada de cabrito). As pizzas são servidas à noite. O restaurante oferece também algumas insalatoni (mega-saladas).

Caffetteria Borromini
Via XX Settembre 124 (06 488 0866). Metrô Barberini/Ônibus 40, 52, 53, 60, 61, 62, 63, 64, 70, 71, 80, 95, 116, 119, 170, 175, 490, 630. Aberto 2ª à 6ª, 7h30-20h; sáb., 7h30-15h. Refeições 2ª à 6ª, 12h30-15h. Fecha 2 semanas ago.
Em três salões, onde é servido apenas o almoço, é possível comer fast food italiana das melhores, com duas opções de massa, muitas de secondi – de saladas a scamorza al salmone (queijo grelhado com salmão defumado) – e a verdadeira pizza de forno à lenha, raridade no almoço. Clientes são, na maioria, funcionários do Consulado Britânico e dos escritórios que ficam nos arredores. Dois pratos e um copo de vinho custam cerca de €10-€12.

Osteria dell'Angelo
Via G Bettolo 32 (06 372 9470). Metro Ottaviano/Ônibus 23, 32, 70, 490, 913/bonde 19. Refeições 2ª e sáb., 20h-23h; 3ª a 5ª, 13h-14h30, 20h-23h. Fecha 2 semanas ago. Preço médio €20 almoço, €25 (preço fixo) jantar. Não aceita cartão.
Cinco minutos de caminhada para o norte do Vaticano, a tratoria de Angelo Croce é realmente especial. O cardápio – que, à noite, tem preço fixo, com vinho da casa incluído – celebra a tradição romana em pratos como o tonnarelli cacio e pepe (entre os melhores da cidade) e as almôndegas temperada com noz moscada, castanhas e passas. Depois de recente reforma, a Osteria dell' Angelo tem agora mais espaço e um novíssimo grill (se você optar por carne grelhada nos secondi, o preço fixo sobe para €30 por cabeça). A sobremesa é uma taça de vinho doce e ciambelline (biscoitos com semente de anis).

Outros restaurantes e sorveterias:

Exemplo de Roteiro
Dia 1: Fontana de Trevi e Pantheon - Mapa da região
Dia 2: Coliseu, Palatino, Fórum Romano, Piazza Venezia e Piazza del Campidoglio - Mapa da região
Dia 3: Piazza di Spagna, Castel Sant’Angelo - Mapa da região
Dia 4: Parque e Galleria Borghese, Piazza del Popolo e Trastevere e Porta Portese - Mapa da região
Dia 5: Piazza Navona, Campo de' Fiori - Mapa da região
Dia 6: Vaticano, Museus e Capela Sistina - Mapa da região
Dia 7: Vila Adriana em Tivoli - Mapa da região
Dia 8: Passear e fazer compras na região da Via del Corso

Dicas
Ao viajar no metrô ou andar em locais movimentados, esteja alerta. Segure a sua bolsa, mochila e outros objetos bem firme. Você verá muitas placas avisando sobre batedores de carteiras em locais de grande movimentação de turistas. Eles podem bater sua carteira e quando você perceber já vai ser tarde, então tenha muito cuidado. Não há necessidade de ficar alarmado: é geralmente seguro usar o transporte público e andar pelas ruas à noite.
Nunca deixe sua bolsa no banco próximo a você no metrô, ou num restaurante, ou num café ao ar livre. Além disso, se você pendurar seu casaco no cabideiro de um restaurante, certifique-se de não deixar nada de valor nos bolsos do casaco, como seu celular.
Sempre esteja ciente das coisas ao seu redor e aja de acordo. Não mexa na sua bolsa, ou conte o dinheiro da carteira durante uma viagem de metrô, ou em pé no meio da rua.


Viagens internas na Itália por trem

Na Itália, uma ampla rede ferroviária leva você das relíquias antigas de Pompeia aos pitorescos campos da Úmbria, passando pela espetacular costa da Toscana ou pelas belas ilhas da Sicília e Sardenha.
Visite as cidades mais famosas da Itália, como Roma, Veneza, Florença e Milão de trem regional, de alta velocidade ou noturno e veja lindas paisagens da janela ao longo do caminho.

Saiba mais sobre viagens de trem na Itália consultando os sites:
http://www.raileurope.com.br/about-us/railways/article/new-translation-italy-trenitalia

Nenhum comentário:

Postar um comentário