terça-feira, 26 de agosto de 2014

Guia de Viagem - Imigração e Alfândega




Imigração e Alfândega: Veja em "Mais informações" como funcionam?


 Estados Unidos


Obrigatoriamente você terá que passar pela imigração e alfândega na primeira cidade onde seu voo chegar nos Estados Unidos. Se o seu voo for com destino a Nova York, Orlando, Las Vejas ou outro qualquer, com conexão em Miami, nesta cidade será a sua entrada nos Estados Unidos. Neste caso, todos os voos internacionais vão descer no Aeroporto Internacional de Miami (MIA), onde serão realizados os transmites de imigração. Para maiores informações acesse aqui.
Você receberá, ainda na aeronave, o formulário de Declaração de Alfândega para preenchimento (veja orientações aqui). São informações pessoais e dos bens que por acaso estiver levando. O formulário será distribuído uma hora antes da aterrissagem e deve ser preenchido ainda no voo e não pode conter rasuras. Se errar, peça outro. Leve uma caneta com tinta azul ou preta. Preencher um por família, desde que todos morem juntos. Caso haja pessoas que morem em casas separadas, cada um deverá preencher o seu.
O formulário I-94, citados em alguns blogs, foi abolido desde o final de abril de 2014, portanto não existe mais guardar documento para entregar na saída do país.
MIA é um dos principais aeroportos americanos e diariamente chegam lá milhares de brasileiros, seja para ficar na cidade ou com conexão para outro local. Quem não conhece o gigantesco Aeroporto da Miami fica na dúvida sobre os procedimentos.
Dependendo da empresa aérea que vai utilizar, o desembarque poderá ser distante e, provavelmente, você terá que utilizar o monorail para chegar até a imigração. Fique atento e quanto antes você chegar, menos fila pegará. O trajeto é rápido, mas cuidado para não descer no local errado. Algumas vezes a primeira parada não é a correta e você verá placas 'Do Not Exit'. Na dúvida, faça o que as outras pessoas estão fazendo. Ao desembarcar do monorail você seguirá em um caminho único até a imigração. São diversas as placas onde está escrito 'Passport Control', ou seja, onde é realizado a imigração (controle de passaporte) de todos que chegam aos Estados Unidos. Observe também as placas “Bagagge Claim” ou “Immigration & Customs”, pois terão também como destino a imigração. Esse trajeto pode demorar até 20 minutos (prepare as pernas que ficaram paradas na aeronave).
Ao chegar à imigração são vários guichês, cada um com sua fila individual. Observe que existem filas para cidadãos americanos (US Citizens) e para os demais (All Other Passport ou Visitors), a qual você de utilizar. Nada de levar vantagens trocando de fila e fazendo gracinhas, pois terá problema.
Retire seu passaporte de qualquer capa protetora que esteja usando, pois dificultam os trabalhos dos Oficiais. Muitos não gostam de recebê-lo assim. Entregue apenas o passaporte, com o visto válido, e o formulário de Declaração de Alfândega.
O passaporte precisa ter validade mínima de 6 (seis) meses contados da sua saída dos Estados Unidos e o Visto (VISA) válido na data da entrada. Se o Visto estiver no passaporte vencido, leve os dois, vencido e o válido.
Não entregue nada que não tenha sido solicitado.
Nada de chapéus, bonés e uso de celular.
Responda apenas o que está sendo perguntado e sem enrolação.
Familiares poderão fazer a imigração juntos. Outros companheiros da viagem deverão passar separadamente.
O oficial faz perguntas básicas, em inglês ou espanhol, tais como: Motivo da viagem, quantos dias ficará, com quem está indo, se tem amigo nos Estados Unidos, quanto de dinheiro está levando, qual sua profissão e coisas do gênero. Responda sempre a verdade.
Veja aqui um exemplo:
- What’s the purpose of your stay in .....?– Qual o motivo de sua estada em ...?
- Resposta: We are here for tourism – Estamos aqui a turismo/passeio.
- How long will you be staying? – Quanto tempo pretende ficar?
- Resposta: Seven days – sete dias.
- Where will you be staying? – Onde vai ficar?
- Resposta: ……………..... Hotel
- What your profession? Qual a sua profissão?
- Resposta : Economist, engineer, administrator
- How many dollars is bringing? Quantos dólares está trazendo?
- Respostas: US$500 (five hundred dollars); US$1.000 (thousand dollars); US$1.500 (thousand five hundred dollars); US$2000 (two thousand dollars).
Mesmo que você esteja viajando com cartões de crédito é importante sempre levar pelo menos US$500 em espécie. O oficial poderá pedir para ver o seu dinheiro.
Leve os vouchers das passagens de retorno, das reservas de hotéis, aluguel de carro, passeios e tudo mais que já esteja reservado.
Você terá que colocar suas impressões digitais e tirar uma foto. Para a foto é necessário tirar os óculos, caso esteja usando.
Caso você não fale inglês, peça ajuda ao Oficial:
– Sorry, I need an interpreter. I don’t speak english – Desculpe, preciso de um interprete. Não falo inglês.
Sugerimos que você faça isto caso não entenda as perguntas. É melhor solicitar um tradutor do que responder alguma das perguntas erroneamente e com isso ter a entrada negada.
Todo o processo com o Oficial da Imigração, quando não existem problemas, não costuma levar mais do que 5 minutos.
Apesar do seguro viagem não ser obrigatório para entrar nos Estados Unidos é recomendável que você o faça pois os custos com saúde são caros.
Depois de liberado, agora é a vez de pegar as bagagens. Procure no monitor de TV o número do seu voo e vá até a esteira correta. Como a imigração costuma demorar, é provável que suas malas já estejam lá lhe esperando, talvez fora da esteira. Os carrinhos são gratuitos.
Após pegar sua mala, você deverá seguir para a saída (Exit). Entre na fila da alfândega, que costuma ser rápida. Entregue o formulário azul ao Oficial, que será carimbado pela Imigração, e responda as perguntas que serão feitas (normalmente quanto esta trazendo em dinheiro). Você pode ser escolhido para exame da bagagem - Baggage Exam. Se não houver nada suspeito bastará colocá-la novamente no carrinho e sair. Se houver algo suspeito, um oficial abrirá a mala na sua frente para checar. Se tudo Ok, seguir para o portão de saída (Exit).
Não deve levar na mala despachada alimentos e muito menos acondicionado em papel alumínio. Você vai ter problemas.
Se você fará apenas uma conexão, logo após a alfândega será necessário despachar novamente suas bagagens. Se não houver placas com indicação, perguntar a um funcionário da companhia aérea. No aeroporto de Miami a entrega das bagagens para reembarque é próxima a área do check in. Você precisa informar qual o destino delas ao receptor. Parece uma bagunça, mais a sua mala chega ao destino. Pelo menos, nas cinco vezes que fiz conexão em Miami deu tudo certo.
Todos os procedimentos citados acima serão realizados em qualquer aeroporto americano. Foquei Miami por ser o destino muito frequentado por brasileiros e como muitos voos com conexões para outras cidades.
Paris
Quais são os documentos necessários para entrar na França?
Passaporte com validade mínima de 3 (três) meses contados da sua saída.
Além do passaporte, você poderá ser solicitado a apresentar às autoridades francesas:
- sua passagem de volta (sendo que 3 meses é o tempo máximo que sua estadia poderá durar);
- seguro saúde e de repatriamento, no valor mínimo de 30 mil euros, que cubra todo o território Schengen (França, Alemanha, Grécia, Espanha, Itália, Áustria, Portugal, Finlândia, Suécia, Noruega, Bélgica, Holanda, Dinamarca, Islândia e Luxemburgo).
- reserva do hotel.

- se você for se hospedar na casa de um amigo ou familiar, você será solicitado a apresentar um atestado de acolhimento ou Carta Convite.
Na imigração podem não lhe perguntar nada e na alfândega muito menos.
Os brasileiros não precisam de vistos para entrar na França e na Europa, desde que a sua viagem tenha duração máxima de 3 meses. Se pretende ficar mais tempo, terá que solicitar um visto de longa permanência. Neste caso, consulte o site do Ministério do Interior da França.
Se a sua viagem abrange outros países da comunidade europeia além da França, provavelmente você passará pela imigração apenas no país de entrada e de saída da Europa. Pode ocorrer solicitação para apresentar seus documentos novamente. Portanto, tenha sempre sua documentação completa em mãos quando estiver viajando pela Europa.
Se da França você for para a Inglaterra, com certeza você passará pela imigração e terá que fazer a entrevista para entrada no país.
Se você não fala francês e fala inglês, sem problemas. Se você não fala nenhuma das duas línguas e está inseguro, solicite um tradutor. A Air France disponibiliza um serviço de recepção em terra, com profissionais que falam português e irão lhe acompanhar no aeroporto Charles de Gaulle, da saída do avião até o táxi. Visite o site da Air France para conhecer os serviços personalizados do aeroporto e se informar sobre as tarifas.
Lisboa
Aqui o idioma ajuda, porém os procedimentos são os mesmos.
São várias filas na imigração, separadas para residentes e visitantes. Escolha uma de visitantes e aguarde.
Retire seu passaporte de qualquer capa protetora que esteja usando, pois dificultam os trabalhos dos Oficiais.
O passaporte precisa ter validade mínima de 6 (seis) meses contados da sua saída.
Não entregue nada que não tenha sido solicitado.
Perguntas básicas, tais como: motivo da viagem, quantos dias ficará, qual o hotel, quanto de dinheiro está levando, qual sua profissão e coisas do gênero.
Responda apenas o que está sendo perguntado e sem enrolação
Espanha
Aqui também o idioma pode ajudar, os procedimentos são mesmos, porém os espanhóis têm fama de mandar brasileiro de volta. Portanto, maior rigor na documentação.
Tenha sempre disponível:
- Passaporte com validade mínima de 6 meses, contados da data de retorno ao Brasil;
- Vouchers dos hotéis e das passagens aérea para retorno ao Brasil;
- Carta Convite – Caso vá ficar hospedado em casa de parente ou amigo, será necessária uma Carta-Convite, onde o anfitrião deve explicar na carta que vai receber você por XX dias, como nome completo e endereço no País de destino. A carta pode ser enviada por e-mail e deverá ser apresentada na imigração, se solicitada. É mais seguro consultar o site da imigração do país a ser visitado.
- Prova de que está chegando para turismo (leve carteira de trabalho, crachá da empresa etc);
Responda apenas o que for perguntado.
Podem pedir para abrir a mala na alfândega. Já me pediram para abrir em Barcelona, olharam, bagunçaram e pronto.
Inglaterra
Não vai ser nada diferente dos outros países.
  • Passaporte com validade mínima de 6 meses, contados da data de retorno ao Brasil;
  • Vouchers dos hotéis e das passagens aérea para retorno ao Brasil;
  • Prova de que está chegando para turísmo (leve carteira de trabalho, crachá da empresa etc);

Exemplo de perguntas que poderão ser feitas pelo Oficial da Imigração:
- What’s the purpose of your stay in .....?– Qual o motivo de sua estada em ...?
- Resposta: We are here for tourism – Estamos aqui a turismo/passeio.
- How long will you be staying? – Quanto tempo pretende ficar?
- Resposta: Seven days – sete dias.
- Where will you be staying? – Onde vai ficar?
- Resposta: ……………..... Hotel
- Do you know the address? - Você sabe o endereço?
- Resposta: Guiltfold Street - Russel Square
- What your profession? Qual a sua profissão?
- Resposta : Economist, engineer, administrator
- How many pounds is bringing? Quantas libras está trazendo?
- Respostas: £500 (five hundred pounds); £1.000 (thousand pounds); £1.500 (thousand five hundred pounds); £2000 (two thousand pounds).
Pode ser necessário apresentar comprovações.
Outras frases:
- Good night / morning / afternoon – Boa noite / dia / tarde.
- I need an interpreter. I don’t speak english – Preciso de um interprete. Não falo inglês.
- Sorry, I don’t understand – Desculpe, não entendi.
- I’m from Brazil / I am Brazilian – Eu sou do Brasil / Eu sou brasileiro.
Podem perguntar o que veio conhecer em Londres (What came to know in London?)
- Westminster Abbey, Houses of Parliament, Big Ben, London Eye, Buckingham Palace, St. James Park, Piccadilly Circus, Oxford Street, Madame Tussaud’s, Tower Bridge, Tower of London, St. Paul Cathedral, Hyde Park.

No retorno ao Brasil os viajantes devem seguir as regras e procedimentos constantes no site da Receita Federal do Brasil: Veja o Site aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário